quarta-feira, 14 de setembro de 2022

Sol da meia-noite | O que seria esse fenômeno?

Paisagem de tirar o fôlego
 Esse é o nome dado à ocorrência em que o Sol fica visível 24 horas por dia, durante 06 meses, nos polos da terra

 Nesse período, a estrela não se põe, apenas varia o local em que é vista, sendo que o ponto mais baixo é junto da linha do horizonte. Isso ocorre nas regiões entre os círculos polares e os polos, nos dias próximos ao início do verão de cada hemisfério - em junho no Norte e em dezembro no Sul -, devido à inclinação do globo terrestre nessas épocas.

Os desenhos à esquerda representam o Sol da meia-noite no Hemisfério Norte em diversos horários, entre 12 horas de um dia e as 8 horas do dia seguinte. Repare como a área delimitada pelo Círculo Polar Ártico fica por toda a noite iluminada pela luz do Sol, enquanto no restante da Terra a claridade varia.

A quantidade de dias com Sol da meia-noite varia conforme o local: quanto mais afastado dos polos, menor o período de duração. Os dias anteriores e posteriores ao fenômeno são chamados de noites brancas. Neles, o Sol se põe e logo nasce novamente, fazendo com que o local fique iluminado por uma suave luz.

Para os que gostam de aguardar a noite para poder observar as estrelas e a Lua no céu, já podem passar seis meses somente sob a luz do dia. Nos polos da Terra, isso realmente acontece!

Entre outubro e março, no Polo Sul, e de abril a setembro no Polo Norte, um fenômeno incrível toma conta do céu: o sol da meia-noite. Por causa da inclinação do planeta em relação ao plano de sua órbita ao redor do Sol, o movimento que o Sol faz no céu é circular, sempre próximo ao horizonte sobre os polos durante todo um semestre do ano. O dia nunca vai embora, a estrela muda apenas sua posição.

Nos meses de verão, os dias chegam a ter 24 horas de luz acima do Círculo Polar Ártico, o que permite aproveitar as paisagens ao máximo e fazer novas descobertas.

Veja alguns lugares de onde é possível assistir a esse fenômeno incrível!

1) Noruega

A Noruega é conhecida como a terra do sol da meia-noite. A melhor opção para vê-lo é ir à região norte do país. Nas Ilhas Svalbard, entre o final de abril e o final de agosto, você ainda pode se deparar com ursos polares nos passeios pelas geleiras. Já as Ilhas Lofoten, com estações do ano bem definidas, contam com o fenômeno do final de maio a meados de julho. O sol intenso e constante revela o verde das paisagens naturais, descortinando a beleza dos famosos fiordes.

2) Rússia

A antiga capital da Rússia, São Petersburgo, é uma cidade cheia de história, arte e arquitetura. Durante o verão, entre o final de junho e setembro, acontece o Festival das Noites Brancas, com performances de balés, óperas e outras performances artísticas. A cidade se prepara para receber muitos visitantes em busca do sol da meia-noite.

3) Alaska

A cidade de Fairbanks fica no interior do Alaska. O sol da meia-noite pode ser visto entre os meses de abril a agosto, mas é só em junho que a luz fica visível por 24 horas. O fenômeno é tão importante para a cidade, que é promovido o Festival do Sol da Meia-Noite, que celebra o solstício. São horas e horas de música, jogos de beisebol e golfe, apresentações culturais e muitas barraquinhas de comida.

4) Finlândia

A cidade de Rovaniemi é a capital da Lapônia Filandesa. Pela sua situação geográfica, é tida como a terra natal do Papai Noel. É uma das melhores regiões para acompanhar o sol da meia-noite. Os visitantes podem ter muitas experiências incríveis: fazer trilhas com cães da raça huskie siberiana, andar pelo lago congelado e fazer muitos cliques com um visual magnífico.

Referência: https://www.ufmg.br/espacodoconhecimento

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!