domingo, 3 de maio de 2020

Para investir ou colecionar, as seis obras de arte mais caras do mundo


Obras-primas são esquecidas em diversos museus - Opinião e Notícia
São valores estratosféricos que os apreciadores e investidores pagam pelas obras de arte mais famosas e mais raras do planeta, a exemplo do quadro Salvador do Mundo pelo qual foram pagos R$ 2,5 milhões pelo câmbio atual



Vejamos os seis mais valorosos: 


O mais caro do mundo 


Quadro Salvator mundi representa Jesus com rosto sereno e dedo indicador da mão direita levantado

A pintura "Salvator mundi" (Salvador do Mundo), de Leonardo da Vinci, foi leiloada em Nova York em 15 de novembro de 2017 por 450 milhões de dólares, tornando-se o quadro mais caro de todos os tempos. A pintura a óleo representando Cristo foi feita em madeira há 500 anos e mede 66 x 46 cm. Não foi revelado quem adquiriu o quadro, que era a última obra conhecida do autor em mãos privadas.

Picasso está na lista quatro vezes
Les femmes d'Alger von Pablo Picasso

O quadro "As mulheres de Argel (versão 0)", de Pablo Picasso, foi leiloada em 11 maio de 2015. Por mais de 179 milhões de dólares, a tela mudou de dono na casa Christie's de Nova York. Com essa transação, o pintor moderno espanhol aparece quatro vezes na lista das obras de arte que alcançaram os lances mais altos. E está em excelente companhia.

Vice-campeão italiano
modigliani amadeo reclining nude nu couche christie's new york auktion

O pintor italiano Amedeo Modigliani pintou este "Nu deitado" em 1917, três anos antes de morrer. Em novembro de 2015, a tela foi arrematada na Christie's de Nova York por 170,4 milhões de dólares. O novo proprietário é Liu Yiqian, negociante e bilionário de Xangai, China.

Bacon, o ex-número um
Bacon Gemälde Triptychon Freud

"Três estudos de Lucian Freud" de Francis Bacon era, até maio de 2015, o quadro mais caro já leiloado. Em 2013, os retratos que o inglês fez do também pintor Freud foram arrematados por 142,4 milhões de dólares. O tríptico pertence à colecionadora americana Elaine Wynn.

Venda privada
Klimt Adele Bloch-Bauer

O quadro "Adele Bloch-Bauer I" foi pintado pelo austríaco Gustav Klimt em 1907 e é mais conhecido como "Adele Dourada". Em 2006, o empresário americano Ronald Lauder o adquiriu por 135 milhões de dólares para uma galeria em Nova York, onde está exposto. Trata-se de uma venda particular, mas que foi organizada pela casa de leilões Christie's.

Arte como investimento
Bildergalerie Kunstwerke Edvard Munch Der Schrei

Em maio de 2012, a versão em pastel de "O grito", feita pelo norueguês Edvard Munch em 1985, foi leiloada por 119,9 milhões de dólares. Poucos sabem, no entanto, que há quatro versões deste quadro. Ao lado de "Mona Lisa", de Da Vinci, e "Girassóis", de Van Gogh, é um dos quadros mais conhecidos no mundo. O comprador foi o americano Leon Black.

Fonte (texto e fotos): https://www.dw.com/pt-br/not%C3%ADcias/cultura/s-7144

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!