quarta-feira, 11 de setembro de 2019

O filho do Vale do Jiquiriçá Gilton Della Cella lança seu novo trabalho, “Seu tempo”


Resultado de imagem para gilton della cella - seu tempo
Ele veio ao mundo na cidade de Ubaíra-Ba, no verde vale do Jiquiriçá e botou a cara no sol em 1984 no Festival dos Bancários da Bahia, onde arrebatou o 2º lugar com a música “Grande Circo Brasileiro” e, para fechar com chave de ouro, ganhou também naquela noite o prêmio de melhor letrista

Em 1997 voltou a vencer o mesmo festival desta vez com a música “Canto de Açoite”, interpretada por Anna Magdalla, aliás, nos festivais, Gilton Della Cella teve presença marcante, vencendo o Festival Disparada – 1984, promovido pelo Sistema Nordeste de Comunicação , com a música “Destino Lavrador” , de parceria com Kleber Ramos e Renato Fechine , festival de música de Itaberaba 1984 e 1985 com as músicas “Grande Circo Brasileiro” e “Canto de Açoite”, participante do projeto Banco de Talentos, promovido pela Febraban em 1994-1998-2000-2002-2004 e 2006, com apresentações no Memorial da América Latina, Tom Brasil e Citibank Hall –São Paulo, sob a batuta dos maestros Nelson Ayres e Marco Romera.

Selecionado pelo projeto Circuito Cultural Banco do Brasil – 2003, dividiu o palco com Luiz Melodia. Classificado no festival da rádio Educadora da Bahia em 2004, 2005 e 2006 com as músicas “Brasis” e “Navegador de Sonhos” e “Solidão Pirata”; classificado no festival Canta Nordeste 1996; finalista dos festivais de Serra Negra-SP-2004, Toledo-PR –2004 e Tatuí-SP 2005, Seabra-BA 2007, Ribeirão Preto-SP 2007, Angra dos Reis-RJ 2007, Festival de samba paulista no Tuca-SP 2007, Garanhuns-PE 2007.

Novo trabalho
Resultado de imagem para gilton della cella - seu tempo
Em parceria com Marcelo Nunes, Gilton compôs e está lançando “Seu tempo”, uma música que, conforme sua própria definição, é um convite à reflexão. Antenado com os novos caminhos da música, o álbum “A Boca e o Beijo” já está disponível na net para baixar e ouvir, assim como outros trabalhos desse baiano de fibra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!