terça-feira, 10 de julho de 2018

Fortaleza | Os encantos da bela capital cearense


Resultado de imagem para fortaleza
Quando se pensa em viajar em julho, tem-se a opção de curtir um friozinho a exemplo de Campos do Jordão e Gramado / Canela ou destinos mais aventureiros como a Chapada Diamantina, Bonito e Pantanal, entre outros. Pegar um solzinho nessa época do ano? Nem pensar! Ledo engano, pois no Ceará tem sol e praias convidativas sim 

Quem visita a bela Fortaleza pode optar por várias atrações a exemplo da Praia do Futuro com suas barracas que mais parecem um mini resort, como a Croco Beach e Chico Caranguejo ou pode pegar as estradas, - muito bem conservadas e sem pedágio, - para destinos como Morro Branco e Canoa Quebrada. Se tiver com tempo , vale rodar cerca de 300 km e ir até Jericoacoara, um paraíso na terra de Iracema. 


Resultado de imagem para fortaleza

Diz-se que, ir a Fortaleza e não se aventurar no Beach Park é ‘ir à Roma e não ver o Papa...” (mas ele não fica no Vaticano? Ah, deixa isso prá lá e vamos conferir Fortal). 

Com preços salgadíssimos de entrada a R$ 225,00 por pessoa, o consumo de bebidas e comidas no interior é ainda mais exorbitante. Parece que você está em um cruzeiro em alto mar e não em um parque aquático em solo brasileiro. Mas se você resolveu adentrar ao Beach Park, esqueça os preços e aproveite as inúmeras atrações como INSANO, KALAFRIO, ARREPIUS E VAIKUNTUDO, esses para quem é chegado às mais radicais, mas tem outras opções para quem não curte tanta adrenalina assim. 



Na área de bares e restaurantes, os preços são normais para um capital, mas chama à atenção o baixo preço que se paga por pratos à base de camarão. Explica-se: como o Estado é líder na produção de camarão em cativeiro, o preço é mais baixo e pode-se consumir uma porção de 01 kg do crustáceo à alho e óleo, ao preço de R$ 49,90 


Imagem relacionada

Falamos das praias e do Beach Park como introdução pra discorrermos sobre a terceira mais procurada atração de Fortaleza, - atrás apenas das duas citadas anteriormente, - que é o Mercado Central de Fortaleza, um complexo que conta com 553 boxes para vendas de produtos diversos. São cinco pavimentos, sendo que o subsolo é destinado apenas para um estacionamento pago, mas com manobrista gratuito.

História


mercado central de fortaleza

A capital cearense não tinha até 1809, um mercado para venda de carnes, verduras e frutas, quando foi autorizada a construção de um prédio no centro da cidade para que servisse de depósito e feira. Ele então foi batizado de Cozinha do Povo. O prédio era todo de madeira e possuía uma estrutura bem diferente da que existe hoje.

Quem vai ao Mercado encontra bem mais que uma montanha de boxs vendendo souvenires e lembrancinhas. O passeio é uma viagem pela cultura cearense e é possível encontrar shows de artistas locais, - todo cearense é um humorista em potencial, - e desde aquele garçom bem humorado até o vendedor que oferece seus produtos com uma lábia rimada, você pode dar de cara com repentistas, sanfoneiros e outros artistas performáticos. 


mercado central de fortaleza

Na entrada principal, é comum se apresentarem um casal de irmãos cegos onde ele toca sanfona e a outra cante e toca zabumba. Uma outra irmã, - com visão normal, - oferece CDs do grupo a módicos R$ 5 reais. Mais à frente uma figura absolutamente incrível: uma estátua caracterizada de cangaceiro, inteiramente pintada na cor prata mas que, quando alguém chega perto, ela sai do imobilismo e faz várias poses para fotos com turistas, devidamente acompanhado das suas armas como fuzil, pistola e punhal, todos confeccionados em madeira, evidentemente. Ele não emite uma única palavra mas interage com as pessoas através de assovios e faz a festa com os visitantes. 


Fortaleza tem ainda o Museu Dragão do Mar, a Ponte dos Ingleses, (em reforma), Centro de Eventos e a Arena Castelão, mas o Mercado de Fortaleza é realmente uma visita imperdível.


Euriques Carneiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!