domingo, 3 de junho de 2018

Trabalho de 10 artistas é atração de nova exposição do Museu de Arte da Bahia - MAB


Resultado de imagem para museu de arte da bahia - Arte de Passagem.
Com programação multi artística que reúne bate-papos poéticos, pinturas, esculturas e outras expressões artísticas contemporâneas, MAB recebe visitantes desde o sábado 02.06

Um programa diferente onde você pode ir ao museu conhecer o trabalho de dez artistas contemporâneos e depois pegar uma van para circular por seus ateliês com direito a muitos bate-papos. Tudo isso sem precisar levar nada – nem dinheiro – além da vontade de ouvir e participar. É a partir dessa experiência que a arte itinerante e a interatividade tomam o Museu de Arte da Bahia desde o último sábado (02), através da exposição intitulada de Arte de Passagem.

Na mostra, os artistas expõem trabalhos que tratam de temas relevantes para a sociedade, como intolerância à escolha sexual e/ou preconceitos diante de certos tipos de arte. As exibições contam com pinturas, esculturas e outras expressões artísticas, que são marcadas pela interação entre artistas e público. 

Imagem relacionada

Com papos intimistas, os criadores prometem abrir os corações, das 13h às 19h, e contar sobre os processos criativos de cada obra presente. Para os encontros, que acontecem apenas aos sábados, uma van sai do MAB para circular pelos espaços, que ficam nos bairros do Rio Vermelho, Barra, Centro e Calçada.

"Ao receber em seus ateliês, o Coletivo Arte de Passagem borra as fronteiras do pensar e fazer artístico, constituindo-se em um exercício contemporâneo que dialoga com práticas inclusivas e acolhedoras, contrapondo-se dialeticamente a um manto de intolerância e ódio que ameaça tomar o país", analisa Pedro Arcanjo, diretor do MAB. 

A exposição coletiva é composta apenas por obras de artistas visuais da capital baiana. Entre eles, estão nomes como: Willyams Martins, Ana Paula Pessoa, Beth Souza, Daniela Steele e Sandro Pimentel. “É uma temporada que serve como metáfora para falar de subjetividades e sobre como elas produzem células estéticas”, explica Willyams Martins, um dos expositores.

O Museu



Fundado em 1918, o Museu de Arte da Bahia é considerado o mais antigo museu da cidade e destaca pinturas de mestres da arte sacra baiana, datadas dos séculos 18 e 19, como José Joaquim da Rocha e seu discípulo, José Theófilo.

Em seu acervo estão peças de porcelanas europeias e orientais, joias, moedas, fotografias, manuscritos e prataria. O Governo do Estado da Bahia incentivou uma campanha de popularização e simplificação dos nomes de peças antigas, para facilitar a compreensão dos visitantes. O local passou a oferecer também apresentações de música, teatro e poesia para atrair um público diversificado.

Serviço:

MAB (Corredor da Vitória).
De terça a domingo, das 13h às 19h. até 7/7.
Itinerâncias com van gratuita: todos os sábados.

Referência: Ibahia.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!