terça-feira, 8 de maio de 2018

Os surreais monumentos abandonados na antiga Iugoslávia que parecem ter vindo de outro planeta


 monumentos-abandonados_13

A antiga Iugoslávia abriga construções absolutamente inusitadas cuja autoria é atribuída a alienígenas e que ainda hoje adornam os Bálcãs

A Segunda Guerra Mundial foi, indiscutivelmente, um dos mais catastróficos desastres provocados pelo homem na História. Mais de 60 milhões de pessoas morreram em todo o mundo, incluindo quase 600 mil pessoas da então Iugoslávia. 

Após a Guerra, a monarquia de curta duração da Iugoslávia, liderada pelo presidente Josef Broz Tito, colocou ênfase na “fraternidade e unidade”. Para promover essa filosofia, Tito encomendou uma série de monumentos grandiosos nos locais históricos de batalhas e campos de concentração. Projetados por escultores e arquitetos da época, alguns não foram construídos até depois da morte de Tito em 1980.

Os memoriais da Guerra eram destinos turísticos populares nos anos 80, mas enquanto as tensões levantaram-se na área, ficaram negligenciados. Ainda assim estes monumentos são lembretes do terror e da destruição na Europa Oriental durante a Guerra e eles parecem implacáveis e futuristas.

Dentre quase duas dezenas dessas construções, escolhemos seis delas para ilustrar essa matéria:

1 – Este símbolo do orgulho comunista é chamado de “Monumento ao povo de Moslavina”. Foi projetado por Dušan Džamonja e está em um campo na Croácia 

monumentos-abandonados

2 – Este é “Kosmaj”, construído por um arquiteto desconhecido na Sérvia. Em respeito aos soldados caídos que lutaram contra os alemães no sul de Belgrado. 

monumentos-abandonados_1

3 – Na Bósnia está o Tjentište, que presta homenagem à Batalha de Sujeska – uma falha nazista que levou à morte de cerca de 7.000 pessoas, a maioria civis. 

monumentos-abandonados_2

4 – Localizado em Kruševo, Macedônia, Ilinden, também conhecido como Makedoniumit, foi inaugurado em 1974 e é dedicado aos que participaram na revolta Ilinden de 1903, bem como à Macedônia na Luta de Libertação Nacional de 1941 a 1944. 

monumentos-abandonados_3

5 – “Kozara Memorial Monument” marca a batalha de 1942 em Banja Luka, a maior cidade da Bósnia e Herzegovina. Em abril daquele ano, o exército croata, a milícia alemã Ustaša e a Wehrmacht mataram 80.000 civis e enviaram outros 50.000 para campos de concentração; 1.700 partidários – guerrilheiros da força aérea iugoslava – também foram mortos. A estrutura está na montanha de Mrakovica e tem 9921 dos nomes dos partidários inscritos nele. 

monumentos-abandonados_4

6 – No Monte Partisian em Mitrovica, Kosovo, está o Santuário da Revolução, ou Monumento aos Mineiros Mortos. O Santuário foi feito em memória dos combatentes locais sérvios e albaneses que trabalharam nas minas de Trepča. Enquanto as minas eram ocupadas por alemães, esses homens formaram a Tropa de Mineiros e desativaram com êxito as minas que estavam sendo usadas para os ganhos do Eixo.

monumentos-abandonados_15

Referência: http://www.jornalciencia.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!