Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

terça-feira, 7 de novembro de 2017

São Paulo Companhia de Dança e OSESP apresentam o II ato de O Lago dos Cisnes na Sala São Paulo


Resultado de imagem para São Paulo Companhia de Dança e OSESP apresentam o II ato de O Lago dos Cisnes na Sala São Paulo


Paulistanos e visitantes têm um programa inédito que reúne a São Paulo Companhia de Dança (SPCD) e a Osesp para apresentação do II ato do balé O Lago dos Cisnes, o balé mais famoso de todos os tempos

Nos dias 10, 11 e 12 de novembro, os espaços do palco e do coro da Sala São Paulo serão adaptados para que músicos e bailarinos formem um conjunto único dando nova vida a esta obra. A coreografia é de Mario Galizzi e a regência do maestro Roberto Tibiriçá.

O Lago dos Cisnes é uma história romântica que narra a história da princesa Odete, enfeitiçada pelo bruxo Rothbart. Aprisionada no corpo de um cisne durante o dia, volta a ser princesa durante a noite. Para se libertar do feitiço, ela precisa que um príncipe lhe jure amor eterno. O segundo ato mostra o encontro do príncipe Siegrified e da princesa Odete, na floresta. 

Da meia noite ao amanhecer, ela é a princesa da noite, uma criatura mágica e delicada, que o príncipe deseja amar e proteger. Durante o dia, a rainha dos cisnes: frágil, amedrontada e, ao mesmo tempo, corajosa e protetora do seu grupo. Essa obra marca a história da arte e encanta todas as gerações pelo seu tema e pela ligação entre a dança e a música.

A apresentação inclui partes de três outras obras de Tchaikovsky: abertura Romeu e Julieta (abertura da Orquestra), o Grand Pas de Deux de O Quebra-Nozes (Balé e Orquestra) e a Valsa das Flores, também de O Quebra-Nozes (Orquestra).

Resultado de imagem para São Paulo Companhia de Dança e OSESP apresentam o II ato de O Lago dos Cisnes na Sala São Paulo

Os figurinos elaborados por Tânia Agra, procuram trazer para a cena a magia desta obra, que tem na roupa feminina os icônicos tutus, que marcam a história da dança como o figurino essencial da bailarina. O feiticeiro Rothbart é um nobre e um pássaro. O príncipe que sai para caçar com seus amigos tem a elegância da nobreza. Cada detalhe aqui faz diferença na caracterização dos personagens.

A São Paulo Companhia de Dança (SPCD), companhia da Secretaria da Cultura do Estado, gerida pela Associação Pró-Dança, é dirigida por Inês Bogéa e a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, gerida pela Fundação Osesp, tem direção executiva de Marcelo Lopes e artística de Arthur Nestrovski.

Serviço:

II Ato de O Lago dos Cisnes
São Paulo Companhia de Dança e Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo
Dias 10, 11 e 12 de novembro de 2017
Sexta, às 21h, Sábado, às 16h30 e domingo, às 19h.
Local: Sala São Paulo
Praça Júlio Prestes, 16 – Campos Elíseos – São Paulo/SP
Ingressos: R$ 50,00 | R$ 25,00 (meia-entrada)– A apresentação inclui partes de três outras obras de Tchaikovsky: abertura Romeu e
Julieta (abertura da Orquestra), o Grand Pas de Deux de O Quebra-Nozes (Balé e
Orquestra) e a Valsa das Flores, de O Quebra-Nozes (Orquestra).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!