Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

terça-feira, 7 de novembro de 2017

A competente diretora Caroline Leone construiu uma bela história em “Pela janela”


Resultado de imagem para pela janela - caroline leone

Rosália (Magali Biff) é uma operária de 65 anos que dedicou a vida ao trabalho em um fábrica de reatores da periferia de São Paulo. Um dia, é demitida, e consolada pelo irmão José (Cacá Amaral)

Então, ele resolve levá-la em uma viagem de carro até Buenos Aires, com o objetivo de distraí-la. No país vizinho, Rosália vê pela primeira vez um mundo desconhecido e distante de sua vida cotidiana.

No belo ‘Pela Janela’, quando não estamos na fábrica, verifica-se o dia-a-dia silencioso e solitário de Rosália em casa. Um contraste pouco estimulante, pois, no fundo, Rosália continua imersa em si. Reage como um autômato. 

Sua vida se resume a pouco e tudo já muito decodificado. Não falta dignidade, mas falta viço. No entanto, todo esse “pouco” é muito para essa senhora metódica, com uma vida regrada e sem sobressaltos. É assim que Rosália construiu e alimenta seus alicerces.

O cotidiano de fatos simples se sucedem dando nova dimensão à vida da Rosália, que ganha um frescor típico de quem estava preso às correntes e parecia não perceber, não entender que algo de anormal se passava. Pela Janela é um filme simples e muito bem pensado. Uma bela estreia em longas dessa jovem diretora!

SERVIÇO:

Em Salvador, o filme será exibido no dia 9 de novembro, às 20h20, no Espaço Itaú de Cinema Glauber Rocha, seguido de conversa com os diretores. Antes, serão exibidos os curtas Galeria F, Quando a Chuva Passa, de Henrique Dantas (BA) e A Passagem do Cometa, de Juliana Rojas (SP).

Na histórica cidade de Cachoeira, o filme será exibido no dia 13/11, às 14h30, no Cine Theatro Cachoeirano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!