Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Roqueiro das antigas, Lulu grava disco com canções de Rita Lee


Resultado de imagem para lulu canta rita lee

Dando nova roupagem a sucessos da amiga, ‘Ovelha Negra’ se transformou em um moderno reggae e ‘Agora Só Falta Você’, pode ser ouvido como um legítimo funk carioca

Recém-chegado às lojas e plataformas digitais, 'Baby Baby!' reúne 12 releituras de canções da rainha do rock nacional, em uma performance que levou Lulu a se entusiasmar ao falar do trabalho.

Fã de Rita Lee, o músico carioca de 64 anos assume que há uma grande dose de afetividade em seu mais recente trabalho: “Para mim, não houve peso nenhum ao escolher as canções que integrariam o álbum. Nem fiz pesquisa. A escolha foi completamente afetiva. Tanto que a música que abre o álbum é Disco Voador (do álbum Babilônia/1978), que não é exatamente conhecida, mas no meu hit parade pessoal é uma das que mais gosto”.

Lado B e Hits

Há também outras canções do lado B de Rita, como Fuga nº 2 (Mutantes, 1969) e Paradise Brasil (Reza, 2012). Mas há ainda uma dose bem farta de hits de várias fases da artista: Ovelha Negra (Fruto Proibido,1975), Mania de Você (Rita Lee, 1979), Baila Comigo (Rita Lee, 1980) e Desculpe o Auê (Bombom) são alguns.

A produção é assinada pelo próprio Lulu, que convocou uma turma grande para co-produzir, como o DJ Memê, Silva, Hiroshi Mizutani, Tranquilo Soundz (Breno LT, Marcelinho Da Lua e Marcio Menescal) e Fancy Inc (Adriano Dub e Matheus Rodrigues).

A ideia de gravar um disco todo dedicado à nossa Rainha do Rock era antiga. Nelson Motta lembrou recentemente a Lulu que há cerca de 20 anos eles dois tiveram uma conversa em que o músico falava sobre esse desejo, reaflorado durante a leitura da autobiografia de Rita Lee, lançado no ano passado. Lulu estava na primeira semana daquele que seria um ano sabático, quando o livro lhe fez descobrir que cada música de Rita havia marcado um tempo de sua vida.

“Rita e eu temos esse fato em comum: somos da geração baby boomer (bebês nascidos no período pós-Segunda Guerra), né? A gente viveu a década de 50, basicamente com a mesma formação cultural. A gente vem da mesma tradição. E acho que há um encaixe entre o que eu venho fazendo e o que ela vem fazendo”, diz Lulu.

O músico reforça a relação de fã que tem com Rita: “Sem dúvida, é a artista de música brasileira de quem mais sei músicas decoradas e canto sem esforço”. Lulu diz que também se lembra das letras de Gil, Caetano e Milton, por exemplo. Mas as de Rita, segundo ele, são lembradas sem esforço, muito naturalmente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!