Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

sábado, 15 de julho de 2017

Fruto da ação do homem? Iceberg de 1 trilhão de toneladas se desprende da Antártida


Resultado de imagem para iceberg gigante se desprende 2017

Descomunal bloco de gelo mede 5,8 mil quilômetros quadrados, pesa um trilhão de toneladas e está à deriva, segue monitorado mas não deve alterar nível do oceano
Um iceberg de 5.800 quilômetros quadrados de extensão, o equivalente a 3,8 vezes a área da cidade de São Paulo, desprendeu-se nesta semana da Antártida, no extremo sul do planeta. O desprendimento do gigante de gelo batizado de A68 ocorreu entre a segunda (10) e esta quarta-feira (12), informou a agência espacial americana, Nasa.
Cientistas vinham monitorando há vários anos o crescimento da fenda que deu origem ao desgarramento do iceberg , que pesa mais de 1 trilhão de toneladas (1.000.000.000.000.000 quilos). O imenso bloco de gelo, com espessura entre 200 e 600 metros, deve ficar à deriva flutuando conforme os fluxos glaciais, mas seu destino é incerto.

O desprendimento do A68 é um dos maiores eventos do gênero já registrados pela ciência moderna. Mas, ainda assim, os cientistas asseguram que o gigante de gelo não deve impactar no nível do oceano pois ele já estava em contato direto com o mar antes mesmo de se desgarrar do território da Antártida.

Interferência do ser humano?

Resultado de imagem para iceberg gigante se desprende 2017

O A68 estava preso a uma área do continente gelado batizada de Larsen C. Embora o gelo deva continuar crescendo naturalmente no local, a área foi reduzida em mais de 12%, o que faz com que o panorama da Península Antártica tenha sido alterado para sempre.

Os cientistas de Swansea temem que a ruptura leve o Larsen C a seguir os caminhos de seu vizinho, Larsen B, que também perdeu um fragmento significativo de seu território após a abertura de uma fenda em 1995. O Larsen B acabou se desintegrando completamente em 2002. 

Grandes icebergs se separam da Antártica naturalmente, por isso os cientistas não estão ligando a rachadura à mudança climática induzida pelo homem. O gelo, porém, é uma parte da Península Antártica que vem esquentando rápido nas últimas décadas.
Os caminhos percorridos pelo iceberg A68 continuarão sendo acompanhados pelos cientistas da universidade galesa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!