Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

sexta-feira, 2 de junho de 2017

O fotógrafo chinês Zhong Weixing doa direitos autorais de livro para o coletivo Mão na Lata


Resultado de imagem para fotografo chines Zhong Weixing

Antes de retornar à China, o fotógrafo Zhong Weixing, que expôs no Museu de Arte do Rio, deixou um valioso presente para a Cidade Maravilhosa

Além das fotos de sua mostra que doou ao MAR, ele cedeu os direitos autorais do livro “Face to face”, editado pela Bazar do Tempo, com as fotos de sua exposição, para o coletivo de fotógrafos Mão na Lata.

Especialista em capturar imagens de paisagens e detalhes de viagens, o chinês Zhong Weixing esteve no Brasil este mês para o lançamento da exposição Face a Face com Grandes Fotógrafos, que tem obras de sua autoria e está em cartaz no Museu Histórico Nacional. 

Após algumas visitas a pontos culturais da cidade do Rio de Janeiro, o artista ficou tão encantado que, antes de voltar para a China, decidiu doar as obras da exposição para o acervo de arte do Museu de Arte do Rio (MAR). Ele também doou os direitos autorais do livro sobra a mostra, Face to Face – Retratos de Mestres da Fotografia Contemporânea para o coletivo Mão na Lata.

Representação visual da cidade
Resultado de imagem para projeto - mao na lata

O projeto Mão na Lata é coordenado pela fotógrafa e designer Tatiana Altberg há mais de dez anos. O objetivo é o desenvolvimento pessoal e social de adolescentes do Complexo da Maré por meio da fotografia e da literatura. O projeto trabalha a chamada inclusão visual, ao propor que os residentes das comunidades representem visualmente sua própria realidade e expressem suas opiniões e visões do mundo por meio da fotografia. Zhong Weixing escolheu esse projeto específico com base na experiência já adquirida pelo grupo na publicação de dois livros de fotografias e textos.

A exposição no Museu Histórico Nacional reúne imagens de mais de 30 fotógrafos de todo o mundo, entre eles os brasileiros Vik Muniz, Miguel Rio Branco e Sebastião Salgado. A ideia é capturar a personalidade do fotógrafo por trás da lente. 

A mostra fica em cartaz até o dia 16 de julho, no Museu Histórico Nacional, localizado na Praça Marechal Âncora, no centro do Rio de Janeiro. O horário de funcionamento das 10h às 17h30, de terça a sexta, e das 13h às 17h, nos finais de semana e feriados. O ingresso custa R$ 10 e aos domingos a entrada é gratuita.

Referência: EBC


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!