Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Redução de açúcar em alimentos processados: tendência do mercado


Imagem relacionada


Foi anunciado recentemente um acordo entre o Ministério da Saúde e a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia) que planejam estudos de um acordo para reduzir a quantidade de açúcar nos alimentos processados

Conforme estudos, o consumo médio de açúcares é de 16,3% do total de calorias no Brasil, quando o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é que esse consumo não ultrapasse 10% das calorias consumidas, que equivale a cerca de 50 gramas por dia.

A iniciativa, que ainda está em estudos, segue os passos do acordo de redução de sódio em alimentos processados, que já retirou desde 2011,14.893 toneladas de sódio dos produtos alimentícios. A meta é que as indústrias promovam a retirada voluntária de 28.562 toneladas de sal das prateleiras até 2020.

Tendência mundial
A retirada do açúcar dos produtos, já que, em geral, os alimentos in natura, a matéria-prima das fábricas, têm grande concentração do produto, muito mais que acordos entre governo e indústria é uma tendência global já que se vê a quantidade de pessoas acima do peso e acometidas de doenças decorrentes da ingestão exagerada de açúcar assumir proporções assustadoras, notadamente nos país mas desenvolvidos.

Não é à toa que gigantes mundiais da alimentação como Coca Cola, McDonalds e Pepsi Co vêm anunciando constantemente a redução de açúcar nos seus produtos já que são apontados como os principais vilões da obesidade e de doenças como diabete, em virtude da alta concentração de açúcar e sódio nos seus produtos. 

Resultado de imagem para redução de açucar nos alimentos

Os números provam que o consumo excessivo de açúcar é fator de risco para o desenvolvimento da obesidade, além de doenças como o diabetes. Mais da metade da população brasileira (53,9%) está acima do peso. Desses, 18,9% são obesos. Entre as crianças de 5 a 9 anos, um terço delas está com sobrepeso.

Já o diabetes atinge atualmente 7,4% da população adulta brasileira, conforme a Vigitel 2015. Em 2006, 5,5% das pessoas tinham a doença. A Vigitel é uma pesquisa feita nas capitais brasileiras por telefone. Em 2015, 54 mil pessoas maiores de 18 anos foram entrevistadas.

A primeira etapa do acordo para redução de açúcar nos alimentos deve começar em 2017, com análise das principais fontes de açúcar na dieta dos brasileiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!