quinta-feira, 20 de abril de 2017

Em mais um ano incrível, o português Cristiano Ronaldo sedimenta o seu nome na história do futebol


Resultado de imagem para cristiano ronaldo 0 100 gols na champions league

Jogador que detêm vários recordes e corre, - literalmente, - em busca de vários outros, Cristiano Ronaldo já percorreu um longo caminho desde que deixou o Funchal, na ilha de Madeira, para ganhar o mundo

Alcançando a incrível e inédita marca de 100 gols na Champions League, campeão Europeu com o seu clube e país em 2016, e com um recente contrato renovado com o Real Madrid, o vencedor do prêmio de melhor jogador do mundo pela Fifa mostra que a vida está boa aos 31 anos.

Mas as coisas nem sempre foram tão boas. O bebê Cristiano foi uma criança não planejada, o mais novo de uma família humilde na ilha de Madeira, em Portugal. Nasceu no dia 5 de fevereiro de 1985, em Santo Antonio, um bairro montanhoso e uma das comunidades mais pobres da capital Funchal.

O família de Dolores, uma cozinheira e Dinis, um jardineiro, ganhou mais um membro, que recebeu o nome de Cristiano Ronaldo dos Santos Aveiro - Ronaldo a parte escolhida do então presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan.

Resultado de imagem para cristiano ronaldo 0 100 gols na champions league

O futebol era uma parte da vida do jovem cristão. O pai Dinis, alcoólatra, que infelizmente faleceu de doença hepática em 2005, trabalhou como roupeiro no clube local Andorinha, nomeou Fernão Barros Sousa, um jogador local, como padrinho da criança.

"Eu me tornei padrinho de Cristiano Ronaldo porque eu joguei no Andorinha, onde eu conheci seu pai, e assim, quando ele nasceu, Dinis perguntou se eu gostaria de ser o padrinho de batismo", afirmou Sousa em entrevista.

"Naquele dia, a equipe estava jogando em Ribera Brava, então, precisei ir lá, assim como Dinis. Chegamos muito tarde ao batizado e o sacerdote não queria mais realizar a cerimônia! Tivemos que convencer o padre. É uma coisa engraçada, estava tudo pronto para começar, mas não fomos lá. Não foi bom". Cristiano começou a jogar pelo Andorinha, seu primeiro clube, com oito anos. E mesmo assim seu talento era evidente.

Com Scolari - 2003
Imagem relacionada

Luiz Felipe Scolari lançou Cristiano Ronaldo na Seleção Nacional a 20 de agosto de 2003, num encontro particular com o Cazaquistão. Portugal preparava a participação no Euro’2004, que iria acontecer em casa, e o triunfo magro (gol de Simão, aos 64 minutos) sobre os cazaques assinalou a estreia do jovem Ronaldo na equipe principal das quinas – tinha 18 anos, 6 meses e 15 dias.

O seu primeiro jogo oficial ocorreu à 8.ª internacionalização na abertura do Euro’2004. Portugal perdeu para a Grécia, numa partida em que Ronaldo começou a sua corrida para se tornar no melhor goleador de todos os tempos na Seleção Portuguesa. Fez o 2 X 1 aos 90 minutos, após um escanteio de Figo. Curiosidade: Ronaldo jogava com o n.º 17, mas acabou por herdar o 7 de Figo, o que aconteceu quatro anos depois, na fase final do Euro’2008.

Resultado de imagem para cristiano ronaldo 0 100 gols na champions league

No Euro’2004, CR17 começou como suplente (frente à Grécia e Rússia), mas no terceiro jogo da fase de grupos, com a Espanha, tirou o lugar a Simão Sabrosa. Até final da prova, o jogador que o Manchester United contratara ao Sporting no ano anterior, nunca mais deixou o onze e ainda abriu a contagem no triunfo de 2 a1 sobre a Holanda, nas meias-finais.

Entre arrancadas e ultrapassagens incríveis, entre títulos e artilharias até apontarem na chegada à marca dos 100 gols na Liga dos Campeões ocorrida ontem, 19, a história de Cristiano Ronaldo parece apontar para mais uma Bola de Ouro em dezembro próximo. É esperar para ver!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!