terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Litoral do extremo sul da Bahia inspira nova coleção da joalheira Carolina Neves


Resultado de imagem para extremo sul da bahia praias

A Bahia com a sua incomparável orla marítima já inspirou as mais diversas manifestações das artes e, dessa vez, foi a joalheira capixaba, Carolina Neves que bebeu nessa inesgotável fonte 

“A paradisíaca praia do Espelho, o charme das casinhas do vilarejo de Caraíva e o glamour de Trancoso me inspiraram”, conta a designer, que criou três colares em ouro e pedras.

“O colar Caraíva traz como pingente o fecho das casinhas e as pedras de turmalina rosa, esmeralda, coral, turquesa, topázio imperial, ametista, rubelita e diamantes brutos. Já, o inspirado em Trancoso traz um pingente de coqueiro em diamantes brancos e chocos e o colar Espelho vem com o pingente em peixe, jade e água marinha”.

O lançamento já está disponível no e-commerce da marca. E de 24 de Fevereiro a 03 de março estará a venda em Caraíva, na Pousada Casa da Praia.
700 km de praiasResultado de imagem para extremo sul da bahia praias
O sul da Bahia concentra um belo número de paraísos à beira-mar, onde o encontro do oceano e da vegetação faz bater mais forte o coração de quem passa por ali. Trilhar esse caminho é uma chance de se aproximar da maneira mais íntima possível do processo de formação do nosso País.

Para facilitar essa aula de história, é possível dividir o roteiro em quatro partes – da maneira como as regiões são localmente conhecidas: Costa das Baleias (da Praia dos Lençóis, em Mucuri, até a Ponta do Corumbau), Costa do Descobrimento (de Caraíva a Belmonte), Costa do Cacau (entre Canasvieiras e Itacaré) e Costa do Dendê (a partir de Maraú até Valença).
O trecho, que soma 648 km no total, atende a todo o tipo de turista: aquele que quer enfrentar trilhas para descobrir paraísos quase desertos, o que gosta de esportes radicais, o que pretende se deliciar com a culinária local (farta em frutos do mar), o que aprecia igrejas, festas regionais e monumentos históricos ou simplesmente o que está disposto a aceitar o convite da natureza para deitar à sombra de um coqueiro, olhando para o mar.
Referência: Estadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!