Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

sábado, 14 de janeiro de 2017

Museu do Samba recebe homenagem do Iphan, na Mangueira, zona norte do Rio


Resultado de imagem para iphan 80 anos

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que está completando 80 anos, homenageou hoje (13) o Museu do Samba, na Mangueira, na zona norte do Rio de Janeiro, por sua importância como centro de referência das matrizes do samba carioca, com o partido-alto, o samba de terreiro e o samba-enredo 

Alvo de discriminação e perseguição nas primeiras décadas do século 20, o samba do Rio de Janeiro foi alçado a símbolo nacional e se destaca como um fenômeno cultural de grande relevância.

“O samba, no ano passado, completou 100 anos. É uma das expressões mais fortes da identidade do povo brasileiro. E a cultura popular é o motor desse país. É mais do que justo que o Iphan abra aqui as comemorações dos seus 80 anos com uma das expressões culturais mais marcantes da nossa identidade”, disse a presidente do Iphan, Kátia Bogéa.

Na solenidade, a Associação da Velha Guarda das Escolas de Samba do Rio de Janeiro e os 26 membros do Conselho do Samba do Rio de Janeiro receberam certificados de agradecimento pelos serviços prestados à cultura brasileira, especialmente ao samba carioca. Entre eles, o sambista Nelson Sargento, de 93 anos. “O samba está nas mãos das pessoas certas”, disse.

A autora do requerimento ao Iphan foi a então presidente do centro cultural e neta do compositor Cartola, Nilcemar Nogueira, que atualmente é secretária municipal de Cultura do Rio. O reconhecimento do samba como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil ocorreu em 2007.O Museu do Samba teve origem no Centro Cultural Cartola, instituição responsável pelo pedido de registro do samba como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, com o apoio da Associação das Escolas de Samba do Rio de Janeiro e da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa).

“A escolha do Iphan para realizar no museu a comemoração dos seus 80 anos é mais do que emblemática. É uma afirmação importante porque os detentores das expressões culturais brasileiras são o nosso principal patrimônio”, disse Nilcemar.

Matrizes do samba
Resultado de imagem para iphan 80 anos- homenagem ao dia do samba
Segundo o Iphan, o samba de terreiro faz referência aos espaços de encontro e celebração dos sambistas, como os pátios das escolas de samba. Já o partido-alto é marcado pelos versos de improviso e nasceu das rodas de batucada, onde o grupo marca o compasso, batendo com a palma da mão, repetindo o refrão e inventando estrofes segundo um tema proposto. O refrão serve de estímulo para que um participante vá ao centro da roda sambar e, com um gesto ou ginga de corpo, convide outro componente da roda.

Com a criação das primeiras escolas, no final da década de 1920, o samba se adaptou às necessidades do desfile. Criou-se então uma nova estética: o samba-enredo, em que o compositor elabora seus versos com base no tema (enredo) a ser apresentado pela escola, descrevendo uma história, de maneira melódica e poética.

Fonte: EBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!