domingo, 27 de novembro de 2016

Revista Wired aporta no Brasil


Resultado de imagem para revista wired brasil


A publicação será apresentada ao mercado com um evento que acontecerá no Rio de Janeiro, em dezembro, trazendo o melhor da inovação e da tecnologia

A tradicional revista de inovação e tecnologia Wired está chegando ao Brasil e, diferentemente dos outros modelos, a publicação será apresentada ao mercado com um evento, feito em parceria com O Globo, que acontecerá no Rio de Janeiro no primeiro final de semana de dezembro e em junho do ano que vem terá outro em menor escala. Nessa segunda edição, a ideia é lançar a versão brasileira do “100 minds that are shaping the digital world”, um título tradicional da Wired que destaca pessoas na área de inovação.

“A Wired é um título que estava no nosso radar há muito tempo, porque não existe nada parecido no Brasil. É uma revista de inovação e combina muito com o brasileiro e seu engajamento em redes sociais, ” comenta Daniela Falcão, a nova diretora-geral da Globo Condé Nast. De acordo com a jornalista, o título da Vanity Fair chegou a ser discutido por ter um lado social e de alto luxo, além de um potencial de venda muito grande.

Pela primeira vez a editora está trazendo um título da Condé Nast para o Brasil com evento, em vez de começar com uma revista ou um site. “Como a gente tem insistido muito que um dos trunfos da Condé Nast é justamente se firmar como uma editora que leva os títulos e suas marcas para muito além do papel ou do ambiente digital, a gente fez essa aposta na Wired, começar com um evento. Estamos em uma geração de conteúdo que está diretamente atrelada a eventos, feiras e festas, o que se torna uma maneira diferente de você se relacionar com o anunciante”, explica Daniela.

Sobre 2017, a executiva já considera a Wired e todos os eventos da casa grandes desafios. Porém, a revista Condé Nast Traveller, que é um título sobre viagem de luxo, é algo que está no radar da editora. “É uma revista que volta e meia entra na discussão e que teria uma aderência muito grande no Brasil. Eu acho que a tendência daqui em diante, sobretudo se esse modelo da Wired se mostrar eficiente, é primeiro pensar em como trazer outros títulos e só depois considerar o papel,” conclui Daniela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!