sábado, 12 de novembro de 2016

Anat Cohen e o violonista brasileiro Marcello Gonçalves estreiam no Festival Villa-Lobos

Resultado de imagem para Anat Cohen grava obras de Moacir Santos
A clarinetista israelense Anat Cohen e o violonista brasileiro Marcello Gonçalves estreiam no FestivalVilla-Lobos na segunda-feira, dia 14 de novembro às 20h30 horas, no Teatro Tom Jobim, lançando seu primeiro CD, “Outra Coisa”

O trabalho é dedicado à obra do maestro e compositor brasileiro Moacir Santos, que completaria este ano 90 anos. É o encontro entre um violonista brasileiro e uma musicista de jazz israelense, tocando uma música que já nasce cosmopolita, como se a negritude da música de Moacir amalgamasse diferentes culturas. 

Segundo Mario Adnet, “Anat e Marcello são artistas experientes, com assinaturas bem definidas. Podem ser considerados virtuoses (amorosos) de seus instrumentos pelo talento, conhecimento, qualidade de som e pelo carinho com que cuidam de cada nota e fraseado musical” e completa: “Marcello e Anat soam como “amalgamation”, palavra que Moacir adorava e batizou uma de suas incríveis composições.”

Anat Cohen


Clarinetista e saxofonista, nasceu em Tel Aviv, Israel, e foi criada em uma família musical. Ao se mudar para Nova Iorque em 1999, após se formar na Berklee, passou uma década em turnê com a Diva Jazz Orchestra. Também trabalhou em grupos brasileiros como o Choro Ensemble e o Duduka Da Fonseca’s Samba Jazz Quintet. Fundou seu próprio selo, o Anzic Records, em 2005, e deslanchou sua carreira discográfica como líder de banda, com Place & Time. Seus discos foram listados como os melhores do ano pelo New York Times e por revistas especializadas de jazz. Foi eleita Clarinetista do Ano por nove anos consecutivos pela Jazz Journalists Association, o mesmo acontecendo, desde 2011, tanto na eleição dos críticos quanto na dos leitores da revista DownBeat. Viajou pelo mundo como atração principal em festivais como o de Newport, Umbria Jazz, SF Jazz e o North Sea, além de ser presença frequente nas principais casas de Jazz e salas de concerto do mundo.


Marcello Gonçalves


Um dos mais celebrados violonistas de 7 cordas do Brasil, tem atuado como instrumentista, arranjador e/ou diretor musical de trabalhos como Trio Madeira Brasil – com o qual recebeu as indicações de Melhor Disco e Melhor Grupo no prêmio Sharp -, grupo Rabo de Lagartixa – cujo CD Papagaio do Moleque, totalmente dedicado à obra de Heitor Villa-Lobos, foi indicado ao Prêmio da Música Brasileira, na categoria Melhor Grupo – o duo com o cavaquinista Henrique Cazes, os CDs/DVDs Batuque, Cartola e Canto em Qualquer Canto do cantor Ney Matogrosso, o longa-metragem Brasileirinho, o CD/DVD Uma Noite Noel Rosa – com participações de Roberta Sá, Ney Matogrosso, Zé Renato e Rodrigo Maranhão -, o CD YV de Yamandu Costa e Valter Silva, o CD Quando o Canto é Reza de Roberta Sá e Trio Madeira Brasil e o CD Até Pensei que Fosse Minha do cantor português António Zambujo, dedicado à obra de Chico Buarque.


SERVIÇO:


ANAT COHEN E MARCELLO GONÇALVES
Data: Segunda, dia 14 de Novembro, 20h30
Teatro Tom Jobim
Endereço: Rua Jardim Botânico, 1008
Tel: (21) 2274-7012
Capacidade: 378 lugares
Entrada: R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia)
Vendas pela www.ingressorapido.com.br ou na bilheteria do local. Aceita cartão de crédito e débito.
Estacionamento: no Rubayat a R$ 7,00 mediante apresentação do ingresso; a Praça Santos Dumont possui estacionamento rotativo da Prefeitura do Rio de Janeiro.

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.
Fonte: Recanto Adormecido

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!