domingo, 18 de setembro de 2016

Na Floresta Nacional Green Mountain, em Vermont, nos EUA, há um local misterioso que deixa habitantes e turistas alarmados.


Resultado de imagem para triângulo de bennington

Um dos mistérios da Terra, o Triângulo de Bennington, um lugar onde, desde 1920, são relatados desaparecimentos misteriosos, continua a desafiar os especialistas que não conseguem encontrar uma explicação para os sumiços

Entre 1945 e 1950, houve cinco desaparecimentos, todos entre os meses de outubro e dezembro. Naquela época, essa região era utilizada como cemitério para aborígenes americanos, porque eles acreditavam que era o ponto onde os quatro ventos se encontravam e havia também uma pedra com poderes, que sugava todos que nela tocassem ou pisassem.
O único caso em que se soube do destino da vítima foi o de Frieda Langer. Seu corpo foi encontrado em um estado terrível, em um lugar que, curiosamente, já havia sido inspecionado várias vezes.

Este triângulo encontra-se no sudoeste de Vermont e é o local de uma série de cinco desaparecimentos misteriosos somente pela localização geográfica. Vejamos:

Middie Rivers, 75 anos, foi líder de um grupo de caçadores em 12 de novembro de 1945. No caminho de volta, ficou à frente do seu grupo e nunca mais foi visto. Apenas uma única cápsula de rifle encontrada em um córrego foi recuperada como evidência.

Paula Welden era um jovem de 18 anos, estudante do segundo ano de Bennington College, que foi para fora caminhar em 1 de Dezembro de 1946. Ela nunca mais voltou e nenhum traço dela foi encontrado.

Exatamente 3 anos depois, em 1 de Dezembro de 1949, um veterano chamado James E. Tetford estava tomando um ônibus de volta para casa na Casa dos Soldados de Bennington, retornando de uma visita com parentes. Testemunhas o viram no ônibus, mas quando o ônibus chegou ao seu destino, ele estava longe de ser visto. Sua bagagem ainda estava no ônibus.
Resultado de imagem para triângulo de bennington

Paul Jepson de 8 anos desapareceu em 12 de Outubro de 1950, enquanto sua mãe estava ocupada alimentando os porcos. Apesar de ter uma jaqueta vermelha altamente visível, nenhum dos grupos de busca formados foi capaz de encontrar o menino.

O último desaparecimento foi uma mulher chamada Frieda Langer. Em 28 de outubro de 1950, ela estava caminhando com seu primo na Montanha Glastenbury quando escorregou em um córrego. Ela decidiu voltar rapidamente e trocar de roupa, e, se você estiver prestando atenção, até agora, você vai supor que ela nunca mais foi vista. Bem, não exatamente – ela é a única vítima cujo corpo nunca foi recuperado, embora tenha sido encontrado em 12 de Maio 1951 (cerca de 6 meses mais tarde), em uma área que tinha sido revistada após seu desaparecimento. O corpo estava em uma forma tão mutilada que nenhuma causa da morte poderia ser determinada.

Embora tenha muitas teorias, incluindo alienígenas, monstros estilo pé-grande, ou algum serial killer desconhecido, há uma coisa que sabemos com certeza: é uma boa ideia ficar bem longe deste e de outros triângulos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!