domingo, 4 de setembro de 2016

Imagens surpreendentes da barragem de Covão dos Conchos são captadas com ajuda de um drone


Resultado de imagem para covão dos conchos historia



Os impressionantes registros do Covão dos Conchos, em Portugal, bem no alto da Serra da Estrela, disponíveis até durante o inverno, que revelam o que está por trás da beleza e do mistério desse lugar construído em 1955 e que atrai tantos visitantes

No início do ano, o drone guiado por Daniel Alvez e Hélder Tavares filmou 3 minutos de um lugar com ares de mistério no meio de uma lagoa. O vídeo, postado em 1º de fevereiro, já foi visto mais de 1 milhão de vezes e mostra toda a singularidade do lugar.

A imagem não é de um lugar natural, mas de um sumidouro que “foi construído em 1955 pelo homem”. Sob o buraco, existe um túnel que suga e leva a água da Lagoa dos Conchos para a Lagoa Comprida. Duas semanas depois do registro, a dupla fez uma caminhada de 5 km por cerca de uma hora a pé para documentar o buraco coberto de gelo. A Lagoa dos Conchos estava mesmo coberta por uma fina película de gelo e a vegetação em redor coberta de gelo e neve.

Depois de olhar para o turbilhão as imagens pessoas acham que não existe algo de “mitológico” sobre ele, já que uma olhada mais acurada, dá a impressão de mostrar a ilustração de uma criatura marinha da mitologia grega chamada.

Resultado de imagem para covão dos conchos historia

Quem descobriu o paralelo entre o sumidouro e a criatura mitológica foi Bryan Nelson, do portal Mother Nature Network, depois de ver as belíssimas imagens capturadas por um drone do Covão dos Conchos, uma barragem localizada no alto da Serra da Estrela, em Portugal.

Na verdade, a estrutura foi construída em meados da década de 50 e faz parte da barragem de Covão dos Conchos que, por sua vez, integra uma central hidrelétrica. Então, o que se vê nas imagens é a boca de um túnel com mais de 1,5 mil metros de comprimento que leva a água da Ribeira das Naves até a Lagoa Comprida. E Caríbdis, quem foi?

De acordo com a mitologia grega, Caríbdis era filha de Poseidon com Gaia e se transformou na deusa das marés. Três vezes ao dia, ela adotava a forma de um enorme redemoinho que tragava enormes quantidades de água e o que quer que caísse em sua boca — e “vomitava” tudo isso outras tantas vezes 

Resultado de imagem para Caríbdis


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!