Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

A bailarina Amanda Gomes, 21, ganha o International Ballet Competition, a Olimpíada do Balé"


 

Pouco mais de 20 anos depois do último prêmio, uma bailarina brasileira ganhou novamente a medalha de ouro do concurso de dança mais tradicional do mundo, o International Ballet Competition em Varna, na Bulgária 

Amanda Gomes, de 21 anos, concorreu com 155 bailarinos, de 35 países. Além do ouro, recebeu outros dois prêmios: melhor coreografia contemporânea e um convite para dançar no próximo ano com o Sofia National Opera and Ballet, na Bulgária. No sábado, ela participou de uma gala com todos os medalhistas e convidados.

A coordenadora de Apoio Educacional da Escola do Teatro Bolshoi em Joinville, pedagoga Bernardete Costa, é só elogios para Amanda Gomes:

"Esta vitória da Amanda Gomes em The Varna International Ballet Competition é uma vitória, também, da Escola do Teatro Bolshoi em Joinville e, particularmente, de todos os seus alunos. É a vitória mais do que merecida de uma bailarina que sempre foi muito dedicada, disciplinada e focada em seu aprendizado."

A pedagoga conta que Amanda entrou para Escola muito menina, aos 10 anos, e se destacou por suas virtudes:

"Ela sempre foi uma referência para todos os alunos, pelo que representou de dedicação à Escola e à sua carreira. Foi com estes méritos que ela chegou ao corpo de baile do Teatro da Ópera de Kazan, na Rússia, em 2014, e continua lá fazendo um enorme sucesso. E agora acaba de conquistar esta extraordinária vitória no festival da Bulgária."

Trajetória


Amanda Gomes nasceu em Goiânia e se profissionalizou no balé em Joinville, ao ser selecionada para a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, que tem Vasiliev como um dos fundadores. Em pouco tempo se tornou uma revelação do balé clássico brasileiro. Formada, foi convidada a dançar no Balé e Ópera de Kazan, na Rússia.

Com o grupo russo, ela acaba de realizar uma turnê de espetáculos pela Europa. Desde que se mudou para a Rússia, há oito meses, Amanda já estrelou quatro grandes peças: Gisele, O Quebra Nozes, La Bayadère e A Bela Adormecida. Premiada, Amanda foi incluída na lista de jovens destaques brasileiros da revista Forbes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!