domingo, 12 de junho de 2016

Os 27 Territórios de Identidade demarcados na Bahia, visam reduzir as discrepâncias sociais e econômicas do Estado

Foram reconhecida a existência de 27 Territórios de Identidade, que tem como objetivo identificar prioridades temáticas definidas a partir da realidade local, possibilitando o desenvolvimento equilibrado e sustentável entre as regiões, constituídos a partir da especificidade de cada região

O estudo utilizou metodologia desenvolvida com base no sentimento de pertencimento, onde as comunidades, através de suas representações, foram convidadas a participar, colocando as suas dificuldades, bem como potencial, ameaças e oportunidades de cada uma delas.

Definição

O território é conceituado como um espaço físico, geograficamente definido, geralmente contínuo, caracterizado por critérios multidimensionais, tais como o ambiente, a economia, a sociedade, a cultura, a política e as instituições, e uma população com grupos sociais relativamente distintos, que se relacionam interna e externamente por meio de processos específicos, onde se pode distinguir um ou mais elementos que indicam identidade, coesão social, cultural e territorial.

27 territórios de identidade


O extenso território baiano (567.295 Km²), maior que muitos países do planeta, está dividido em 27 territórios de identidade e estas unidades territoriais e o estudo que o objetivo de identificar e promover o desenvolvimento equilibrado e sustentável entre as regiões, a partir da identificação das prioridades temáticas, sempre sob o prisma da realidade de cada local.

Conceituação

O “território é conceituado como um espaço físico, geograficamente definido, geralmente contínuo, caracterizado por critérios multidimensionais, tais como o ambiente, a economia, a sociedade, a cultura, a política e as instituições, e uma população com grupos sociais relativamente distintos, que se relacionam interna e externamente por meio de processos específicos, onde se pode distinguir um ou mais elementos que indicam identidade, coesão social, cultural e territorial”.

Os Territórios de Identidade buscam consolidar-se enquanto objeto de planejamento e implantação de políticas públicas, reconhecendo a necessidade de descentralização e do envolvimento dos agentes locais como essenciais para o desenvolvimento.

O Observatório do Trabalho, ao produzir informações e estudos sobre o emprego, trabalho e renda com recorte territorial pretende contribuir para esse esforço. A ferramenta de georreferenciamento do Observatório do Trabalho permite que inúmeras informações sejam visualizadas em mapas e lidas em tabelas, o que certamente servirá como subsídio para discutir políticas públicas e ações comunitárias de desenvolvimento.

Sendo a Bahia um estado com grandes discrepâncias sociais e econômicas, tendo regiões que podem ser consideradas um oásis em relação a outras regiões, - a exemplo do Oeste, Sudoeste e a Região Metropolitana de Salvador, - a demarcação dos Territórios de Identidade é de suma importância na busca da implantação de medidas que visem reduzir o fosso econômico e social entre regiões de um Estado tão extenso territorialmente falando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!