segunda-feira, 20 de junho de 2016

MAM - O pintor ítalo-brasileiro Alfredo Volpi será tema da exposição que leva seu sobrenome – Volpi: pequenos formatos



Uma fase menos criativa e menos monumental da pintura moderna de Alfredo Volpi (1896-1988) está em exposição, a partir desta segunda-feira, 20, na Sala Paulo Figueiredo do Museu de Arte Moderna (MAM) de São Paulo

Mas, a despeito das modestas dimensões das obras exibidas na retrospectiva Volpi – Pequenos Formatos, que tem como curadores a crítica Aracy Amaral e o educador Paulo Portella Filho, as 74 peças selecionadas são igualmente grandiosas – e raras, todas pertencentes à coleção do engenheiro Ladi Biezus, gaúcho de Erechim formado pela Politécnica da USP

Passados cerca de vinte anos da última exposição de pequenas telas de Volpi (ocorrida na Pinacoteca do Estado), apresenta-se agora uma oportunidade para apreciar um segmento significativo da Coleção Ladi Biezus.

Trata-se de uma série de cerca de 50 estudos, pinturas de pequena dimensão, cobrindo desde paisagens de fins da década de 20 até seu período próximo ao abstracionismo geométrico. Toda a riqueza de estudos cromáticos de Volpi comparece na seleção como uma faceta nem sempre acessível ao olhar de interessados das novas gerações. Que poderão através desta coleção preciosa apreciar um pouco da intimidade do processo de trabalho do grande mestre da pintura brasileira do século XX.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!