terça-feira, 28 de junho de 2016

Alimentação saudável: o que é verdade, o que é mito e o que é noia



Dados de pesquisas sobre alimentação são divulgados periodicamente e, não raro, se contradizem. O ovo que era um grande vilão há alguns anos, hoje se tornou uma panacéia, desde que não seja frito. A carne vermelha, um terror do ser humano, permanece sendo a principal fonte de proteína, desde que não contenha muita gordura

Diante de tanta controvérsia, deve-se estar atento pois nem tudo o que se ouve é verdade ou mentira, para que não saiamos por aí cortando determinados alimentos da dieta ou incluindo alguns outros que. Não necessariamente, fazem bem à saúde.

Veja abaixo, alguns 20 mitos e verdades sobre o que faz bem e mal à saúde. As informações abaixo não têm a pretensão de ser o supra sumo da verdade, mesmo porque, nesse mesmo instante, podem estar sendo divulgadas informações controversas. Vamos a eles:

1. O leite é a maior fonte de cálcio: Mito
O leite não é a maior fonte de cálcio. Os vegetais têm mais cálcio que o leite e é bem mais absorvido. Interessante é o fato de haver mais casos de osteoporose nos países onde há maior consumo de leite. Os vegetais, em relação ao leite, têm ainda a vantagem de não ter colesterol e de possuírem muito mais proteínas, ferro e fibras.

2. O leite auxilia no sono: Verdade
O leite tem propriedades promotoras do sono. É rico em triptofano (o qual é convertido no organismo em serotonina, que ajuda a adormecer). Mas o leite deve ser sempre desnatado, pois a gordura estimula a actividade digestiva, mantendo-a acordada à noite.

3. Beber sumos de frutas é melhor para a saúde: Mito
Os sumos de fruta não têm a fibra para inibir a absorção da frutose e evitar assim a elevação súbita da glicemia.

4. Os adoçantes são melhores para a saúde: Mito
Os adoçantes artificiais provocam danos lentos e silenciosos no sistema nervoso central, além de aumentarem a vontade de comer doces, elevando assim a glicemia. Podem provocar espasmos musculares, estado confusional, cefaléias, queda de cabelo e fibromialgia.

5. Os óleos têm muito colesterol: Mito
Os óleos têm origem vegetal e portanto não têm colesterol. O colesterol é sintetizado pelos seres animais e não está presente em nenhum produto de origem vegetal.

6. Alguns sintomas ajudam a perceber que o colesterol está elevado: Mito
O organismo não dá sinais de que o colesterol está elevado. Só quando já está com as artérias obstruídas é que surge o enfarte e o AVC.

7. O colesterol não é benéfico para o organismo: Mito
O colesterol é uma molécula natural do corpo humano e é essencial para a formação das membranas celulares e para a síntese hormonal.

8. O ovo tem muito colesterol: Mito
O ovo tem apenas 213 mg de colesterol/unidade, mas grande parte não é absorvido. A lecitina do ovo diminui a absorção do colesterol. Além disso, o ovo possui várias vitaminas do complexo B, A e D, zinco, fósforo, ácido fólico, todos importantes para o cérebro (formação de novos neurônios e capacidade cognitiva).

9. Margarina é mais saudável que a manteiga: Mito
A margarina sofre processo de hidrogenação tornando-a gordura saturada.

10. A natação é o exercício mais completo. Mito
Não serve para prevenir a Osteoporose, pois não exerce impacto e tração nos músculos que protegem contra a doença.

11. Comer maçã nos intervalos das refeições é útil para combater a "fome". Mito
A maçã tem acidez que estimula a produção de ácido gástrico. E tem na sua composição o ácido málico, o qual faz com que a digestão seja mais rápida, aumentando a sensação de fome.

12. Café faz mal à saúde. Mito
O café combate a fadiga e melhora o desempenho cerebral (memória e capacidade de concentração). Tem efeito analgésico e estimula a função renal. No entanto, em pessoas com insónias e arritmias pode ser problemático. Máximo recomendado: 2 cafés/dia.

13. Óleo de coco tem muito colesterol. Mito
É o melhor de todos os óleos e como é vegetal não tem colesterol.

14. Cafeína pode elevar a glicemia. Verdade
A cafeína pode diminuir a sensibilidade à insulina, aumentando os níveis glicêmicos, principalmente nos diabéticos.

15. A natação faz perder peso. Mito
Para perder peso é necessário aumentar a temperatura do corpo para queimar calorias. A água mantém o corpo frio, impedindo a queima de calorias.

16. A carne de porco é a mais rica em colesterol. Mito
O lombo de porco apresenta menos quantidade de colesterol que o frango. Vários estudos evidenciam que a carne suína possui maior conteúdo de aminoácidos essenciais e vitaminas do complexo B, semelhantes aos do ser humano.

17. A soja tem menos calorias que a carne bovina. Mito
Cada 100 g de soja fornecem 300 Kcal, enquanto a carne bovina fornece 179 Kcal. A soja tem 69% do seu valor calórico composto por proteínas e 27% por hidratos de carbono, enquanto a carne bovina tem 52% de proteínas, sendo o restante gordura.

18. Pão tostado engorda menos que pão normal. Mito
100 g de tosta contêm 433 calorias enquanto o pão branco tem 286 calorias. A tosta tem menos água na sua composição, levando a maior concentração de hidratos de carbono, proteínas e gorduras.

19. Comer antes de deitar engorda. Mito
O ganho de peso não se dá com o ato de comer antes de dormir, mas sim com a quantidade de calorias ingeridas durante o dia. E ir para a cama com fome por ter ingerido poucas calorias durante o dia aumenta o tempo em que o corpo ficará em jejum e desacelera o metabolismo, evitando a perda de peso.

20. Sumo de beterraba evita a anemia. Mito
A beterraba possui muito pouco ferro, enquanto a carne vermelha possui cerca de sete vezes mais, além de ser mais facilmente aproveitado pelo organismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!