Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Em uma experiência inédita, “5 vezes Chico” mostra a saga do Rio São Francisco a partir do prisma de 5 diretores diferentes



Cada um dos estados brasileiros banhados pelo rio São Francisco visto pelo olhar de um diretor diferente: às margens do rio encontram a cultura, a vida e a luta pela sobrevivência das comunidades ribeirinhas do "Velho Chico"


O longa documentário “Cinco vezes Chico - o velho e sua gente” é uma jornada afetiva pelas águas e pelas histórias das comunidades ribeirinhas do Rio São Francisco. Cinco diretores, (Gustavo Spolidoro, Ana Rieper, Camilo Cavalcante, Eduardo Goldenstein e Eduardo Nunes), de estilos cinematográficos bem marcantes acompanham o curso do rio desde sua nascente em Minas Gerais, cortando a Bahia, correndo para Pernambuco, até sua foz entre Alagoas e Sergipe. 

Para cada um dos 5 estados banhados pelo Velho Chico, um olhar diferente, 5 abordagens bem particulares formam um caleidoscópio de pessoas e expressões culturais, e pretende mostrar que, assim como o Velho Nilo, o irmão africano e o Ganges, na Índia, o leito do São Francisco é um fato cultural que determinou a vida e os costumes de sua gente.

A rica e irregular geografia de seu longo percurso é marcada por cantigas, brincadeiras, danças, contos, causos, tradições africanas, indígenas e católicas, mitos e cirandas que se misturam com as embarcações que levam e trazem a história de 16 milhões de brasileiros.

"Cinco vezes Chico" nasce do desejo de preservar a memória sobre este importante rio e sua gente através de diferentes, e por que não dizer, complementares, olhares sobre este verdadeiro fato cultural que é o Velho Chico.

Cícero Cangaceiro


Vale ressaltar ainda a participação de um figurante mais que especial, o guia de turismo que atua no Eco Parque de Angicos, Cícero Cangaceiro. Paramentado de cangaceiro, Cícero atende aos visitantes do Eco Parque, conduzindo-os à Grota de Angicos, local onde Lampião, Maria Bonita e mais nove integrantes do grupo foram abatidos pelas volantes, no município de Poço Redondo SE. Cícero narra com grande conhecimento dos fatos, todo o enredo que culminou com a emboscada ao bando de Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião.

Equipe Técnica:

Direção: Gustavo Spolidoro, Ana Rieper, Camilo Cavalcante, Eduardo Goldenstein, Eduardo Nunes; Produção Executiva: Izabella Faya; Direção de Produção: Fernanda Reznik; Fotografia e Câmera: Heloisa Passos Montagem: Flávio Zettel Pesquisa e Assistência de Direção: Valéria Burke.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!