Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Elomar e o maestro João Omar, se apresentam no Teatro Rio Mar, em Recife, no próximo dia 23 com o espetáculo “Árias Ariano”





Para homenagear uma lenda como Ariano Suassuna, ninguém melhor que outra lenda, o cantor e compositor baiano Elomar Figueira de Melo, que se apresentará ao lado do seu filho, o maestro João Omar, no dia 23 de janeiro em evento que homenageará o multifacetado artista paraibano
  

O cantor e compositor baiano Elomar volta ao Recife para mais um show. Acompanhado do seu filho, o maestro e violonista João Omar, ele leva ao Teatro RioMar, no dia 23 de janeiro, às 21h, o seu novo concerto, intitulado Árias Ariano. Os ingressos já estão à venda, e a apresentação tem preço único para todos os setores da plateia: R$ 100 e R$ 50 (meia).

Elomar, apesar de ser considerado um dos grandes compositores da música brasileira, é famoso também por aparecer pouco em público. Sua última passagem pelo Recife foi em setembro de 2012, em uma passagem bancada pelos amigos Miguel Souza, Alex Valentim, Nívia Arruda e Cleide Lima.

Popular e erudito

A obra de Elomar, de uma forma mais sucinta, pode ser estudada em duas vertentes: a regionalista e popular (presente no seu cancioneiro) e a erudita (representada principalmente por suas óperas), que integram estilos diversos como a cantoria nordestina, o estilo flamenco, a seresta, o tango, o hinário cristão e a música erudita tradicional.

Essa integração produz contextos harmônicos com mesclas de linguagem coloquial e dotada de um fraseado complexo derivado principalmente do uso do dialeto regional no sul da Bahia. O estilo de Elomar revela alguns dos "elos perdidos" na formação da música brasileira através de sua admirável hibridação de estilos e técnicas diversas.

Não é à toa que alguns dos seus discos, - lançados há cerca de três décadas, - trazem nos encartes uma espécie de tradução das letras, já que, em algumas delas, ele utiliza uma linguagem tão peculiar que ficaria difícil entender as mensagens e a profundidade das letras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!