terça-feira, 15 de dezembro de 2015

16 anos após "Central do Brasil", Wagner Moura leva o Brasil a ter um representante no Globo de Ouro



Pela sua atuação na série ‘Narcos’, um dos maiores nomes da dramaturgia brasileira, o ator Wagner Moura é indicado ao Globo de Ouro
Foram quase duas décadas desde que "Central do Brasil" foi indicado, mas o país volta a ter um representante na 73ª edição do Globo de Ouro: Wagner Moura foi indicado como melhor ator em série dramática por sua interpretação como o traficante Pablo Escobar em "Narcos", do Netflix, que também concorre como melhor série dramática. 
Os indicados ao prêmio, considerado um dos mais importantes do ano no cinema e na televisão, foram anunciados na última quinta-feira (10) pelos atores Chloe Grace Moretz, Dennis Quaid, Angela Basset e America Ferrera.

Nas categorias de TV da premiação, a disputa é liderada pelo Netflix. O serviço de streaming garantiu um total de oito indicações, incluindo uma de melhor série de comédia ou musical para "Orange Is the New Black". Já nas categorias de cinema, a liderança ficou com o filme "Carol". A produção, que estreia no dia 14 de janeiro nos cinemas brasileiros, recebeu cinco indicações: melhor filme de drama, melhor atriz (Cate Blanchett e Rooney Mara), diretor (Todd Haynes) e trilha original.

A cantora Lady Gaga também se destacou entre as indicações feitas pela Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood (HFPA, na sigla em inglês), responsável pela realização do Globo de Ouro. A popstar conquistou sua primeira indicação como melhor atriz em minissérie ou filme para a TV por seu papel em "American Horror Story: Hotel".

Os vencedores serão revelados no dia 10 de janeiro próximo, em cerimônia a ser realizada no Beverly Hilton Hotel, em Los Angeles.

Brasileiros indicados ao Globo de Ouro
Wagner Moura foi muito elogiado por sua atuação em "Narcos", obra em que repete a parceria com o diretor José Padilha, de "Tropa de Elite". Mas o ator não foi o primeiro brasileiro indicado à premiação: Fernanda Montenegro recebeu a indicação na categoria de melhor atriz em filme dramático por "Central do Brasil", em 1999.
Antes deles, Sônia Braga já havia sido indicada três vezes ao prêmio. As primeiras foram em 1986 e 1989, quando disputou na categoria de melhor atriz coadjuvante por "O Beijo da Mulher Aranha" e "Luar sobre o Parador", respectivamente. Mais tarde, em 1995, ela foi indicada como melhor atriz coadjuvante de TV pela série "Amazônia em Chamas".

Já o carioca Daniel Benzali foi indicado, em 1996, na categoria de melhor ator pela série "Murder One". Ele coleciona participações em séries norte-americanas, como "Arquivo X", "The Agency" e "Nip Tuck".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!