terça-feira, 10 de novembro de 2015

Lançado no ano passado esse nova versão de "Deux hommes dans la ville" vale a pensa ser visto, até para compará-lo com o original



Refilmagem do clássico francês "Deux hommes dans la ville" (1973), "Dois homens contra uma cidade" é o oitavo filme do diretor parisiense Rachid Bouchareb, conhecido por filmes como "Dias de glória" (2006) e "Fora da lei" (2010)

William Garnet (Forest Whitaker, de "O último rei da Escócia", "O grande dragão branco" e "O mordomo da Casa Branca"), um presidiário recém convertido ao Islamismo, ganha a liberdade graças ao seu comportamento exemplar na penitenciária. Com a ajuda de sua agente, começa uma nova vida em uma cidade de Novo México cercada pelo deserto, onde número de assassinatos só faz aumentar. Logo, o xerife Bill Agati (Harvey Keitel, de "Taxi driver", "Cães de aluguel" e "Alice não mora mais aqui") irá conspirar contra ele.

Esta é a refilmagem oficial de um bem sucedido drama francês do diretor e roteirista José Giovanni, que aliás usa o mesmo titulo em português que não é tão adequado nesta versão homônima. O filme se chama Deux Hommes dans la ville, 73 estrelado por Alain Delon, Jean Gabin, Michel Bouquet, Minsy Farmer. 

Foi também um grande sucesso e provocou polêmica porque era uma critica e condenação a pena de morte, coisa de que o diretor entendia porque ele mesmo havia sido condenado a morte e passou longo período na cadeia.

Quem realizou esta nova versão, que chegou inclusive a participar como concorrente no Festival de Berlim, foi o mais famoso e respeitado diretor de origem árabe na França, que é Rachid Bouchareb, famoso por filmes como Dias de Glória, 06, Destinos Cruzados, 09 - que era também com a inglesa Brenda Blehtyn que esta excelente aqui, mais velha e sempre humana no papel da agente da lei que tenta ajudar o prisioneiro a se reabilitar – e Simplesmente uma Mulher, 12, com Sienna Miller.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!