quarta-feira, 18 de novembro de 2015

A importância da cultura local na formação de crianças e adolescentes


O ensino da cultura popular para as crianças é muito importante e enriquecedor – ainda mais com uma cultura tão rica e diversificada como a brasileira. Mostrar aos pequenos nossas danças, nossa música, nosso folclore, comidas típicas, festas e sotaques fará deles cidadãos que conhecem e sabem lidar com as diferenças de seu povo

Paulo Freire, hoje Patrono da Educação Brasileira, dizia: a leitura do mundo precede a leitura da palavra. É por isso que a influência da cultura local ficou tão marcada na minha vida e deve continuar na vida das crianças. Recitais, cordéis e versos, acredita ele, além de trabalhar a cultura regional, são facilitadores para o processo de alfabetização do aluno. “Não é só ler por ler, é ler para entender”, diz Mangabeira.

Orgulhoso, relata que muitas mães já vieram lhe agradecer pelo fato de o trabalho com o cordel “ter desenrolado muito fácil” a leitura e a escrita na vida de seus filhos.

"Repertório e influência multiculturais

A importância do brincar é assegurada pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), no artigo 16: “meninos e meninas têm o direito de brincar, praticar esportes e divertir-se”.

“Não é só ler por ler, é ler para entender”

De acordo com a educadora Adriana Friedmann, especialista nas temáticas da infância e do brincar, a cultura de cada região, contexto, comunidade ou local onde cada criança nasce, cresce e se educa é essencial para sua formação integral. “As brincadeiras e outras manifestações e expressões artísticas, sejam elas populares, tradicionais ou folclóricas, são, naturalmente, educadoras: de forma espontânea, trabalham o corpo, a musicalização, a palavra, a poesia, as habilidades manuais, bem como a socialização, os valores e emoções”, define.

Adriana explica que toda criança passa por processos de desenvolvimento universais, “mas o que aprendem a partir da influência familiar, comunitária e local irá tornar cada uma delas únicas”.

"Do Boi-Bumbá ao Lobisomem

No Ceará, para celebrar o mês do folclore, em agosto, o Projeto Compromisso Vivo, desenvolvido pelo Instituto da Infância (Ifan), em parceria com a Fundação Telefônica Vivo e apoio da Prefeitura Municipal de Acaraú (CE), criou uma série de ações culturais. Por meio delas, crianças aprenderam sobre lendas rurais e urbanas."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!