quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Tendo Patativa do Assaré como mote, neste 8 de outubro, é comemorado o “Dia do Nordestino"

o”

Hoje, 8 de outubro, é o dia do Nordestino. A data foi instituída em 2009, em homenagem ao centenário do nascimento de Antônio Gonçalves da Silva, mais conhecido como Patativa do Assaré, poeta popular, compositor e cantor cearense. Além disso, trata-se também de uma homenagem ao célebre Catulo da Paixão Cearense, maranhense de São Luís e autor da famosa música “Luar do Sertão”

O dia 8 de outubro é considerado, por lei, o Dia do Nordestino, na cidade de São Paulo. A comemoração foi instituída por meio da Lei 14.952/2009, que fixa a data em homenagem ao centenário do nascimento de Antônio Gonçalves da Silva, mais conhecido como Patativa do Assaré, poeta popular, compositor e cantor cearense.

A homenagem foi criada em São Paulo, por ser a cidade onde vive o maior número nordestinos de todo o Brasil, fora o próprio Nordeste. Mesmo com a marcante presença de migrantes nordestinos (de diferentes Estados), não havia, em São Paulo, uma data em que a comunidade pudesse comemorar.


Esta data comemorada no município, é um modo de diminuir o preconceito sofrido por muitos nordestinos que migram para o sul do país, mostrando o valor cultural e social dos diferentes povos do nordeste brasileiro.

Entretanto, é de se esperar que exista uma data para festejar a existência desse povo alegre e hospitaleiro, que recebe milhões de turistas todos os anos com muita simpatia e com ótimos destinos. É praticamente impossível falar de nordeste sem se lembrar das belas praias, paisagens e roteiros históricos da região. O nordeste também é responsável pelos melhores carnavais do país, com maciça participação popular.

Caldeirão cultural


Além disso, os valores e os costumes nordestinos têm muito a acrescentar na cultura nacional. É nessa região que nasceram muitos escritores, cantores e intelectuais do país, tais como Jorge Amado, Graciliano Ramos, Chacrinha, Dorival Caymmi e Caetano Veloso. Por falar em música, é no nordeste que nascem danças e músicas que caracterizam o país, como o frevo, maracatu, repente e, principalmente, o forró tradicional que tem em Luiz Gonzaga o seu expoente máximo.

Outro aspecto marcante é a gastronomia! Os pratos mais apimentados e com um sabor mais acentuado, como, por exemplo, o aracajé e o baião de dois, conquistam o paladar nacional e internacional. Ou seja, não tem como não gostar e não fazer dessa região uma das paradas obrigatórias de pessoas de todas as regiões o país! 

É por essas outras que o descontraído nordestino costuma dizer para habitantes de outras plagas: “eu moro onde você costuma passar suas férias...”




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!