domingo, 25 de outubro de 2015

Berlim inaugurou o Spy Museu, Museu da Espionagem que tem setor dedicado a 007



Berlim, que foi considerada a "capital da espionagem" durante a Guerra Fria, inaugurou no último sábado o primeiro Museu da Espionagem interativo, uma viagem no tempo na qual são mostrados objetos originais utilizados pelos agentes secretos ao longo da história 
Desde sábado, 24, quem for à capital da Alemanha pode conhecer mais um museu – entre tantos em Berlim – que remete aos tempos em que o país era dividido: o Spy Museu, Museu da Espionagem, no local onde 25 anos atrás se erguia o Muro de Berlim, na Leipziger Platz. 

Com uma área expositiva de 2 mil metros quadrados, irá mostrar ao visitante o mundo obscuro dos serviços secretos, dos agentes (como eram chamados os espiões) e explicar seus métodos e manobras – desde a época da Guerra Fria até os tempos atuais, com informações interessantes sobre a evolução e as conquistas tecnológicas da espionagem. 

Entre os objetos expostos, curiosidades como “conservas de odores”, pasta para documentos equipada com câmera infravermelha, câmeras escondidas em sobretudos. Lá também se encontra uma máquina Enigma, da Segunda Guerra Mundial – uma das legendárias máquinas alemãs para a codificação e decodificação de mensagens secretas.

Setor dedicado a 007

Além das informações sobre os aparatos de espionagem do serviço de inteligência alemão BND; do serviço secreto Stasi, da antiga Alemanha oriental; do serviço de inteligência de Hitler; e da espionagem atual de dados e industrial, o museu multimídia oferece um setor dedicado a James Bond e outros “espiões mestres“.

Outras exposições, no Stasimuseum

Outro cenário a ser transformado em museu é o antigo recinto do Ministério da Segurança do Estado, que a partir de 1950 atuava como serviço policial secreto e como serviço de inteligência. No lugar, em meados de 2015, haverá uma exposição permanente ao ar livre: “Revolução Pacífica 1989/90“ da sociedade Robert-Havemann-Gesellschaft e.V.

A última vez que a exposição pôde ser visitada pelo público foi em 2009, na Alexanderplatz, em Berlim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!