Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Último final de semana da Expofeira, em Feira de Santana BA

Um dos mais tradicionais eventos do calendário de festas da cidade de Feira de Santana BA, a Princesa do Sertão, a Expofeira será encerrada neste final de semana com mudanças que a tiraram do marasmo no qual se arrastava ano após ano

Apesar da pujança da maior cidade do interior da Bahia, com seus quase 700 mil habitantes, Feira de Santana não tem tradição de eventos que atraia um público expressivo que eleve o nome da cidade. Excetuando-se a Micareta, uma festa cujas maiores atrações são promovidas pela iniciativa privada, não há uma festa marcante na cidade que, de há muito, optou por não promover o São João, a exemplo de Cruz das Almas e Santo Antonio de Jesus, cidades de porte infinitamente menor.

Resta então a Expofeira que, ao longo dos anos, nada trouxe de novo e foi-se esvaziando deixando de atrair o público local e até das cidades circunvizinhas. A Expofeira era tão previsível que até o local dos stands eram os mesmos. Anualmente, lá estavam os mesmos bancos, os mesmos revendedores de tratores, as mesmas lojas que comercializam artigos de couro e, como não poderia deixar de ser, os mesmos restaurantes servindo, - como não poderia deixar de ser, - a ‘dupla sertaneja’ churrasco & carne do sol.

Edição 2015
Neste ano, os promotores trouxeram algumas novidades que ajudaram a tirar a Expofeira do marasmo, começando pelo espaço “Caminho da Roça”, onde foi montada uma típica cidadezinha cenográfica. No centro da ‘cidade’, foi montado um palco onde se ouve o autentico forró ‘pé de serra’ e é possível comprar desde castanhas assadas até uma legítima manteiga de garrafa, passando por peças de artesanato de renda ou crochê.

Como não pensaram nisto antes? Feira de Santana é o portal do sertão e, em todas as Expofeira, o som que se ouvia era o sertanejo importado do sul do país mesclado com alguns “arrocheiros” nativos. E o forró? E as nossas tradições? E os nossos trios locais reunindo sanfona, zabumba e triângulo que tocam por algumas centenas de reais? Porque destinar pequenas fortunas para rechear a conta bancária dos sertanejos em detrimento da nossa legítima cultura?

Leilões
Umas das razões de ser da exposição, os leilões no Parque de Exposições João Martins da Silva serão abertos nesta sexta-feira, 11, à noite, com o 9º Leilão Marchador da Princesa e com o Campolina Shop Show. No primeiro evento citado, 42 cavalos e éguas serão levados à venda.

No shop show, que vai ser realizado na área de julgamento dos ovinos e caprinos, além dos animais, serão oferecidas coberturas, por exemplo. O evento acontece após os julgamentos da raça. O shop show é uma venda direta entre criador e comprador.

Adoção de animais

Outra boa novidade à espera dos visitantes do Parque de Exposição João Martins da Silva durante a Expofeira é a possibilidade de fazer uma boa ação para os animais. O Centro de Zoonoses de Feira de Santana montou um stand no Parque, disponibilizando cães e gatos, abandonados em via pública, para adoção.

Os interessados em fazer a felicidade dos bichinhos também são conscientizados sobre o tratamento adequado e as sanções, previstas em lei, para quem for flagrado maltratando animais. Os cães e gatos já saem de lá castrados, limpos e vacinados.

Gastronomia

Sempre foi um programa para quem visita a exposição, poder experimentar as delícias da culinária regional que tanto pode ser uma água de coco ou os mais diversos tipos de tira-gosto. No item alimentação, o almoço ou jantar na Expofeira é um verdadeiro festival gastronômico. São vários restaurantes e churrascarias, algumas com capacidade para até 200 pessoas. Esses endereços são encontrados pelo aroma. São donos de um cardápio caprichado que disputam a preferência do público pelo paladar.

A nota destoante nesse tópico são os preços praticados. Se você vai com a família à Expofeira e pretende fazer uma refeição completa deve estar prevenido pois os preços cobrados são estratosféricos. Uma simples porção de bode assado, - não mais de 300 gramas, - acompanhados das prosaicas farofa e salada, pode custar até R$ 70,00. Se optar por umas fatias de queijo coalho e uma jarra de água de coco, isso vai lhe custar em torno de R$ 50,00. E um coco verde? Preços de resort: R$ 5,00!

Essa é a Expofeira 2015 cujo encerramento será no próximo domingo, 13. Algumas mudanças foram implementadas que trouxeram alguns atrativos a mais, mas não espere nada deslumbrante. Você pode se decepcionar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!