Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Revista inglesa ‘Restaurant’ elege Roberta Sudbrack como a melhor chef mulher da América Latina


A gaúcha Roberta Sudbrack acaba de ser eleita a melhor chef mulher da América Latina, segundo a premiação 50 Best, da revista inglesa Restaurant. A chef comanda desde 2005 o concorrido restaurante que leva seu nome no RJ, no elegante bairro do Jardim Botânico

Revelando um talento precoce, a sua trajetória começou aos 17 anos, quando decidiu abrir uma barraca de cachorro-quente para custear o curso de medicina veterinária nos Estados Unidos. Durante a empreitada, a chef constatou o gosto pelo ofício e começou um serviço de Buffet.

Roberta por Roberta

“Não tenho o menor interesse em começar a trabalhar com quiabo e terminar com pó de quiabo.” A frase diz muito sobre Roberta Sudbrack. Em sua cozinha, nada de esferificações ou métodos ultramodernos à la Ferran Adrià. “Eu uso calor e técnica, mais nada”, diz ela. Mas nem pense que no restaurante carioca você vai encontrar pratos simples, que não fogem do feijão com arroz caseirinho. A apresentação e o preparo cuidadoso são alta gastronomia pura. “Minha linha é completamente contrária à da cozinha molecular, mas me proponho a fazer uma cozinha moderna brasileira.”

O conceito de simplicidade, no sentido de trafegar por uma culinária sem pirotecnia, mas muito consistente e ligada às raízes, vem desde as primeiras memórias relacionadas à comida. “Minha lembrança mais remota é o frango ensopado com polenta da minha avó”, diz. “É o prato que eu pediria no corredor da morte .” 

Esse equilíbrio da tradição com a técnica apurada e criativa resulta em comida benfeita, sem excessos e ao mesmo tempo surpreendente: as receitas de Sudbrack têm uma fórmula enxuta, não mais do que três elementos e todos com seu sabor essencial mantido e destacado. “Em muitos dos meus pratos os ingredientes aparecem como eles realmente são, sem molhos para mascarar. Algumas pessoas estranham. Sei que fazer isso é um ato de coragem.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!