Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

domingo, 30 de agosto de 2015

O Festival de Música de Igatu teve mais uma edição nesse final de semana, levando um grande público à Machu Picchu da Bahia





Aconteceu nesse final de semana o Festival de Música de Igatu, evento de música e arte onde os chapadeiros e visitantes puderam se divertir com atrações locais e nacionais, além de oficinas temáticas em todos os dias do festival

O Festival de Igatu é uma festa tradicional, que ficou muitos anos sem acontecer. Após este retorno esta é a sua terceira edição e para não parecer que o festival está começando agora, os organizadores preferiram não enumerar as edições depois deste retorno recente. O festival é tradicional na região, e já aconteceram inúmeras vezes, tendo se tornado uma dos mais tradicionais eventos artísticos culturais da Chapada Diamantina. 
O palco do pequeno vilarejo, tombado como patrimônio nacional pelo Instituto Histórico e Artístico Nacional (Iphan), já recebeu músicos de renome como Belchior, Flávio Venturini, Guilherme Arantes, Jú Moraes, Targino Gondin, Mariene de Castro, Vander Lee, Alex Cohen e Xangai. Além de apresentações de corais e cantadores da região.
Igatu – Machu Picchu baiana

Visitar Igatu, conhecida também como Cidade de Pedra ou Machu Picchu baiana, é descobrir um pouco da história da Bahia no auge e declínio dos diamantes. Neste período, Xique-Xique de Igatu, antigo nome da vila que foi uma das capitais do garimpo, era habitado por mais de 9 mil pessoas e tudo na cidade foi feito de pedras. Hoje, pouco mais de 300 moradores mantêm o prazer de viver tranquilamente neste verdadeiro patrimônio da natureza, transitando, ao mesmo tempo, entre o passado, o presente e o futuro.

A Vila de Igatu, antiga Xique Xique, nasceu com a descoberta de diamantes no inicio do século XIX, na serrado Sincora, no centro da Chapada Diamantina. Hoje, destino do turismo ecológico e cultural, cenário de filmes e documentários, protegida pelo IPHAN, pelo IPAC e pelo Parque Nacional, que limitam toda a área urbana desta encantadora e preservada Vila.

Preferencialmente, visite Igatu sem pressa. Caminhe na Vila a pé vagarosamente, acomode o seu carro, sinta a tranquilidade do lugar, converse com as pessoas, desfrute da Natureza, tome banho nas cachoeiras, veja as estrelas e a lua nascer entre as montanhas, durma pelo menos uma noite e saboreie a sua peculiar cozinha, em fim descubra Igatu, o verdadeiro paraíso da Chapada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!