Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

domingo, 16 de agosto de 2015

Encontro com Empresários e Contadores da Região Nordeste pretende discutir ações na área da cultura

 Porque investir em cultura? Ganha a empresa ao apoiar um projeto, associando seu nome a um bem ou ação cultural, tendo o reconhecimento da sociedade, ganha o cidadão individual e coletivamente ao usufruir deste bem ou ação e ganha toda a comunidade com a melhoria da qualidade de vida dos seus integrantes

Com o objetivo de compartilhar experiências exitosas de investimento em cultura, no tocante ao Incentivo Fiscal (Lei Rouanet e Vale-Cultura), estarão reunidos representantes do empresariado e profissionais das áreas de contabilidade e de finanças da região Nordeste para um bate-papo esclarecedor com o Ministério da Cultura, dia 2 de setembro, das 9h às 12h, no Auditório Antônio José Botelho, na Federação da Indústrias do Estado do Pernambuco, Av. Cruz Cabugá, 767 – Santo Amaro – Recife/PE.

O Encontro será conduzido pela Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura e contará com a participação da Secretaria de Cultura do Estado do Pernambuco, da Secretaria de Cultura da Prefeitura do Recife e de representantes do Empresariado Nacional da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC).


Investir em cultura é investir na sociedade, potencializando o desenvolvimento local, especialmente o social e econômico, e ampliando a capacidade de inovação de sua comunidade, cidade e região. Ganha sua empresa ao apoiar um projeto, associando seu nome a um bem ou ação cultural, tendo o reconhecimento dos cidadãos e obtendo retorno de parte do investimento feito, ao declarar seu imposto de renda. Ganha o cidadão, no campo individual e coletivo, usufruindo deste bem ou ação, reconhecendo seus pares e sua própria identidade cultural e ampliando a sua esfera como ser cultural. E ganha toda a comunidade com a melhoria da qualidade de vida de sua população.

Assim, quem investe em cultura não pode pensar apenas em retorno financeiro via aumento de vendas dos produtos e serviços. O grande retorno desse viés de investimento é a percepção pelo cliente de que a empresa está vinculando a sua marca a uma ação cidadã e que engrandece o cabedal de conhecimentos da comunidade.



Agenda do encontro

9:00 – Café de boas vindas no foyer da FIEPE

9:20 – Abertura oficial
Vale-Cultura
Balanço dos 20 anos de Lei Rouanet
Possibilidade de investimento com recursos incentivados
Parcerias com o MinC
Casos de sucesso na região
Ações da Secretaria de Cultura do Estado
Ações da Fundação de Cultura Cidade do Recife
ProCultura

12:00 – Encerramento

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!