domingo, 12 de julho de 2015

Quem visita Morro de São Paulo sempre quer voltar e não é só pela sua incomparável beleza natural: a culinária é um motivo a mais para o retorno





Muito além de uma localidade paradisíaca, Morro de São Paulo está intimamente ligado à história porque protegia a chamada "barra falsa da Baía de Todos os Santos”, entrada estratégica para o Canal de Itaparica até o Forte de Santo Antônio (atual Farol da Barra)
 

A importância geográfica da ilha durante o período colonial justifica a riqueza de monumentos históricos, hoje protegidos pelo Patrimônio Histórico Nacional.

O canal de Tinharé era essencial no escoamento da produção dos principais centros para o abastecimento da capital, Salvador e era um dos desdobramentos da Ilha de Tinharé, que se situa ao norte do arquipélago da Baía de Camamu, baixo sul da Bahia, região conhecida como Tabuleiro Valenciano ou ainda Costa do Dendê. Devido à sua privilegiada localização geográfica, foi cenário de inúmeros ataques de esquadras francesas e holandesas, verdadeira zona franca de corsários e piratarias durante o período colonial.

Sob a jurisdição da capitania de São Jorge dos Ilhéus, Jorge de Figueiredo Correa recebeu a propriedade de D.João III, e designou Francisco Romero para a colonização das terras. Os constantes ataques dos índios aymorés e tupiniquins à população continental da região favoreceram a rápida povoação das ilhas, e em 1535 nascia no norte da ilha a vila Morro de São Paulo.

Culinária em Morro de São Paulo

A formação dos povoados do arquipélago está essencialmente ligada ao mar e ao manguezal. Assim sendo, os pratos mais consumidos em Morro de São Paulo não poderia ser outros senão peixes, crustáceos e moluscos.

A região onde está o arquipélago, denomina-se Costa do Dendê, em função da grande quantidades dessas palmeiras, de cujo fruto se extrai o azeite. A junção de frutos do mar e dendê não poderia ser mais feliz: moqueca!

Esse prato típico pode ser feito com quase tudo: peixe, polvo, camarão, lagosta. Já a moqueca sem o azeite de dendê chama-se "ensopado". Também é muito saborosa, e mais leve que a moqueca.
Outro grupo de pratos típicos são os caldos, que podem ser de moluscos como o sururu e o polvo, ou crustáceos como o camarão. Ostras costumam ser apreciados in natura, enquanto lambretas cozidas num caldo com muitos temperos.

Peixes são excelentes grelhados ou fritos, destacando-se o vermelho e a cavala. Já os crustáceos, podem ser cozidos, como o caranguejo, o guaiamum e o aratu, ou grelhados, como a lagosta. Já o sirí, cozido e desfiado, servido em casquinhas.

Para beber, há sucos de uma infinidade de frutas locais, como a mangaba, o cupuaçu, a acerola, o cajá, o caju, ou então as caipirinhas e caipi-frutas (roskas), feitas com frutas frescas e a brasileiríssima cachaça.

De sobremesa, há doces a base de côco ou frutas. Enfim, experimente o que puder! Morro de São Paulo não é só o destino imperdível que atrai visitantes de todo o mundo, mas também um local onde a culinária é de encher os olhos – e o estômago!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!