sábado, 6 de junho de 2015

Salão Nobre de Reuniões do Banco Central exibe painel Descobrimento do Brasil, de Candido Portinari




O painel é a obra mais valiosa da Coleção de Arte do Museu de Valores do Banco Central e está localizado no Salão Nobre de Reuniões, ao lado da Galeria de Arte, podendo ser visitado somente aos sábados


O Museu de Valores também está aberto ao público neste sábado. A galeria e o museu abrem também durante a semana, de terça a sexta-feira, de 10 horas às 18 horas.O Banco Central (BC) exibe hoje (6) o painel Descobrimento do Brasil, de Candido Portinari, na Galeria de Arte, em Brasília, das 14h às 18h. O local também conta com a exposição 'A Persistência da Memória'.

Inaugurada em junho de 2014, a mostra A Persistência da Memória conta a trajetória do acervo artístico do Museu de Valores desde a chegada das obras à instituição. A exposição terá duração de dois anos e foi dividida em seis módulos de quatro meses cada.

Inaugurada em junho de 2014, a mostra “A Persistência da Memória” conta a trajetória do acervo artístico do Museu de Valores desde a chegada das obras à instituição. A exposição terá a duração de dois anos e foi dividida em seis módulos de quatro meses cada.

Em exibição desde março, o módulo "O Poder da Arte" trata do panorama das artes no Brasil entre o pós-guerra e o período do milagre econômico, apresentado sob a ótica das instituições de arte que se estabeleceram nesse período.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!