terça-feira, 19 de maio de 2015

Depois de 20 anos de polêmicas, “Chatô, o Rei do Brasil”, divulga o primeiro trailer




“Chatô, o Rei do Brasil”, um dos filmes nacionais mais polêmicos dos últimos anos, ganhou o seu primeiro trailer no início dessa semana. Lançamento do filme já havia sido colocado em descrédito e o diretor Guilherme Fontes chegou a ser condenado a pagar indenização milionária por não ter finalizado o longa


O longa, que começou a ser produzido há cerca de 20 anos pelo ator e diretor Guilherme Fontes, enfrentou diversas dificuldades ao longo dos anos e chegou a ser processado duas vezes por possivelmente ter captado dinheiro dos cofres públicos para produzir um filme que nunca foi lançado nos cinemas.

O filme baseado no livro de Fernando Morais, conta a história de Assis Chateaubriand, jornalista e empresário que nos anos 1920 fundou os Diários Associados, grupo de mídia que engloba jornais, emissoras de rádio e de TV.

Devido às duas dezenas de anos de filmagens, o vídeo, inclusive, chama a atenção pelos atores, que aparecem bem mais jovens do que estão atualmente. 'Chatô, o Rei do Brasil' ainda não tem data para chegar aos cinemas nacionais.

Duas décadas de polêmicas

Em 2012, Guilherme Fontes foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) a pagar uma indenização de mais de R$ 2,5 milhões à Petrobras Distribuidora e à Petrobras S/A, com correção monetária e juros. O ator recebeu das empresas recursos para realizar o filme, nos anos de 1990, e não finalizou o projeto.

Já em 2014, Fontes foi mais uma vez condenado e teria que devolver R$ 66,2 milhões aos cofres públicos. Em nota, o ator informou que pretendia recorrer da decisão do tribunal. “Aos amigos e aos fãs respondo mais uma vez: lutarei contra toda e qualquer violência contra minha pessoa. E esta me parece ser mais uma. 

Mas vamos falar de flores: antes do Natal, iniciaremos o lançamento do filme. A partir de dezembro inicio o primeiro dos 10 previews oficiais que faremos em todo o Brasil”, disse Fontes. Além dos R$ 66,2 milhões, o ator teria que pagar uma multa de R$ 5 milhões.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!