sexta-feira, 8 de maio de 2015

Com preços bastante elevados conseguidos por obras de Van Gogh e Monet, o “impressionismo’ obtém altas cotações no mercado



O Impressionismo em alta: um Van Gogh de 66 milhões de dólares e um icônico quadro da série de nenúfares de Monet, vendido por 54 milhões de dólares, turbinam a arte impressionista que conseguiu altos preços na terça-feira, no começo dos leilões iniciados em maio pela Sotheby’s, arrecadando no total US$368 milhões

O leilão com 65 lotes encontrou compradores para 78 por cento de suas ofertas, superando a expectativa alcançando a soma de 350 milhões de dólares, inicialmente prevista, transformando-se assim no segundo maior resultado até hoje para a arte impressionista e moderna.

O Impressionismo é um movimento artístico surgido na França no século XIX que criou uma nova visão conceitual da natureza utilizando pinceladas soltas dando ênfase na luz e no movimento. Geralmente as telas eram pintadas ao ar livre para que o pintor pudesse capturar melhor as nuances da luz e da natureza.

Os impressionistas retratam em suas telas os reflexos e efeitos que a luz do sol produz nas cores da natureza. A fonte das cores estava nos raios do sol. Uma mudança no ângulo destes raios implica na alteração de cores e tons. É comum um mesmo motivo ser retratado diversas vezes no mesmo local, porém com as variações causadas pelas mudanças nas horas do dia e nas estações ao longo do ano.

Retratam em suas telas os reflexos e efeitos que a luz do sol produz nas cores da natureza. A fonte das cores estava nos raios do sol. Uma mudança no ângulo destes raios implica na alteração de cores e tons. É comum um mesmo motivo ser retratado diversas vezes no mesmo local, porém com as variações causadas pelas mudanças nas horas do dia e nas estações ao longo do ano.

Principais características do impressionismo nas artes plásticas:

- Ênfase nos temas da natureza, principalmente de paisagens;
- Uso de técnicas de pintura que valorização a ação da luz natural;
- Valorização da decomposição das cores; - Pinceladas soltas buscando      os movimentos da cena retratada;
- Uso de efeitos de sombras coloridas e luminosas.

Principais características da pintura:

* A pintura deve registrar as tonalidades que os objetos adquirem ao refletir a luz solar num determinado momento, pois as cores da natureza se modificam constantemente, dependendo da incidência da luz do sol. * As figuras não devem ter contornos nítidos, pois a linha é uma abstração do ser humano para representar imagens.

* As sombras devem ser luminosas e coloridas, tal como é a impressão visual que nos causam, e não escuras ou pretas, como os pintores costumavam representá-las no passado.

* Os contrastes de luz e sombra devem ser obtidos de acordo com a lei das cores complementares. Assim, um amarelo próximo a um violeta produz uma impressão de luz e de sombra muito mais real do que o claro-escuro tão valorizado pelos pintores barrocos.

* As cores e tonalidades não devem ser obtidas pela mistura das tintas na paleta do pintor. Pelo contrário, devem ser puras e dissociadas nos quadros em pequenas pinceladas. É o observador que, ao admirar a pintura, combina as várias cores, obtendo o resultado final. A mistura deixa, portanto, de ser técnica para se óptica. A primeira vez que o público teve contato com a obra dos impressionistas foi numa exposição coletiva realizada em Paris, em abril de 1874. Mas o público e a crítica reagiram muito mal ao novo movimento, pois ainda se mantinham fiéis aos princípios acadêmicos da pintura. O grande legado que esses pintores nos deixaram vai muito além de captar as impressões óticas da luz e sua incidência sobre a paisagem. Perfeitos conhecedores da técnica de pintar utilizaram o estudo sobre a ótica para ingressar nos domínios imensos da Psicologia e do Surrealismo.

Pós-impressionismo

O pós-impressionismo, também chamado de neo-impressionismo, foi um movimento artístico que conjugou o impressionismo com outros estilos. Desenvolveu-se, principalmente na Europa, entre o final do século XIX e começo do XX.

Vale lembrar que os artistas pós-impressionistas não seguiram um padrão artístico uniforme e coeso comum, como ocorreu em muitos movimentos artísticos.

Características principais do pós-impressionismo:

- Ultrapassou as tendências artísticas do impressionismo.
- Utilização de cores vivas.
- Retratação de temas da vida real.
- Visão subjetiva do mundo.
- Uso da técnica do pontilhismo por alguns pintores pós-impressionistas, entre eles Paul Signac e Georges Seurat.
- Tendência de experimentação da força da imagem, o contorno de segurança e a liberdade de cor.

Principais artistas pós-impressionistas

- Paul Gauguin
- Toulose-Lautrec
- Vicent Van Gogh
- Georges Seurat
- Paul Cézanne
- Paul Signat

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!