terça-feira, 26 de maio de 2015

As “Orquestras Sanfônicas” resgatam a sonoridade de um dos instrumentos mais universais e vão se consolidando em todo o Brasil





Um dos instrumentos musicais mais populares do mundo, conhecido por muitos nomes diferentes: acordeom, sanfona, gaita, realejo, entre tantos outros, é utilizado tanto nos forrós do Nordeste, quanto em orquestras que executam do clássico ao popular


Este invento - a sanfona - que já foi considerada um brinquedo de criança e atualmente encanta o mundo, extrai de suas notas um diálogo perfeito, ora passando pela linguagem regional, ora exibindo traços de contemporaneidade.Trata-se de um instrumento "regional" e "típico" em diversos lugares do mundo. Pode fazer parte do universo musical italiano, francês, argentino, cigano e claro, genuinamente brasileiro, do Norte ao Sul do país.

Pato Branco PR

Movidos pela paixão pelo acordeom, em 2006 surgiu a Orquestra Sanfônica de Pato Branco. O grupo é composto por 16 acordeonistas, com diferença de idade de até 50 anos, acompanhados por um trio composto por bateria, violão e contrabaixo.

No show Releituras, o acordeom mistura as influências dos participantes do grupo. O show traz um repertório que revela bem a identidade dos integrantes. Uma viagem musical que se inicia na região sul, passa pelo nordeste e escala na Argentina com o tango e o chamamé, somando influências regionais brasileiras e internacionais para o espetáculo. O regente do grupo é o acordeonista Diego Guerro. . O show Releituras entoa desde a primeira música a característica própria do grupo: uma fusão de gerações.

Teresina PI

A Orquestra Sanfônica Seu Dominguinhos, de Teresina PI, executa em suas apresentações, além de clássicos da música popular, algumas composições eruditas, levando ao público nomes como Noca do Acordeom, Waldir Azevedo, Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Strauss e Brahms.

O conjunto de sanfoneiros foi formado em 2012 para homenagear o músico Dominguinhos e atualmente segue realizando apresentações por toda Teresina e cidades vizinhas, difundindo a cultura e mostrando as possibilidades do único instrumento da orquestra, a sanfona. O grupo é mantido pela Prefeitura Municipal, através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.

No CMEI Renatinha, além da apresentação da Orquestra, serão realizadas atividades como recitais de poesia, jograis e apresentação de dança. A unidade escolar atende crianças com idade entre 3 e 5 anos e costumeiramente realiza ações sociais de integração para a comunidade.

João Pessoa PB

A Orquestra Sanfônica Balaio Nordeste teve origem em uma oficina de acordeom realizada pela Associação Balaio Nordeste e pela FUNJOPE – Fundação Cultural de João Pessoa em março de 2010.

Com diversas modificações em sua formação desde seu início, foi em janeiro de 2013, após a entrada do maestro Lucilo Souza, que a Orquestra adquiriu identidade e vem se firmando como um dos produtos culturais mais genuínos e expressivos da música nordestina.

O Maestro é aluno do curso de Licenciatura em Música na Universidade Federal da Paraíba, Bacharel em Regência pelo Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil e possui qualificações como produtor musical e arranjador.

Consolidando-se em 2012, a atual formação da Orquestra Sanfônica já possui inúmeros eventos importantes em seu currículo como a abertura da Pré-Conferência Estadual de Desenvolvimento do Bioma Caatinga da Rio +20 em Campina Grande-PB; no VII Festival da Música Instrumental do Centro Cultural do Banco do Nordeste; abertura do show de encerramento da 30ª Semana Cultural José Lins do Rego; na abertura do São João de João Pessoa; na cerimônia de inauguração do anexo da Estação cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, entre tantos outros.

Existem ainda várias outras orquestras sanfônicas espalhadas pelo país, como a de Aracajú, apenas para citar mais uma. O importante nesse movimento é a busca pela preservação do acordeom, que é utilizado em várias partes do mundo e que é capaz de executar notas e melodias inimagináveis para qualquer outro instrumentos musical.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!