sexta-feira, 3 de abril de 2015

Marimbus: o mini pantanal entre Lençóis e Andaraí é uma das jóias raras da Chapada Diamantina



O Marimbus na Chapada Diamantina fica entre os municípios de Lençóis e Andaraí e o ponto de partida para o mini- pantanal semiárido baiano, ou simplesmente, Marimbus, é a partir da Comunidade Quilombola de Remanso, localizada a cerca de 20 quilômetros da cidade de Lençóis
É um passeio da Chapada da Diamantina imperdível para os aventureiros e quem tem disposição, já que para chegar até Marimbus é preciso remar por cerca de uma hora e meia para chegar, mais duas remando contra a corrente para voltar.
A Comunidade Quilombola de Remanso é reconhecida como patrimônio cultural pelo Ministério da Cultura e se originou na década de 20. Atualmente residem cerca de 300 habitantes afro-brasileiros. A Chapada Diamantina, além de grutas, cachoeiras e morros, oferece outra opõe de passeios incríveis como o famoso Passeio de Marimbus, conhecido também como o mini pantanal da Chapada Diamantina. 
Na Comunidade Quilombola de Remanso inicia o passeio para Marimbus. Alugam-se canoas ou barcos a remo para descer o rio até pertinho da cachoeira do Roncador, onde ele deságua no rio São José. O Marimbus da Chapada da Diamantina é considerada uma área de proteção ambiental e o cenário deslumbrante permite avistar a fauna e flora da região com flores aquáticas parecidas as existentes no pantanal Mato-grossense e Amazonense.

APA Marimbus / Iraquara

A APA Marimbus/Iraquara constitui-se num importante instrumento de conservação dos diversos ecossistemas existentes dentro do seu limite, como o pantanal de Marimbus, gerado pela confluência dos rios Santo Antonio, Utinga e São José com uma fauna e flora de grande valor ambiental; formação geológica calcária, salitre, com inúmeras grutas e cursos d’água, além de formação montanhosa, a exemplo do Morro do Pai Inácio e Morro do Camelo.
Localização e área

Localizada no centro do estado da Bahia, na Chapada Diamantina, a APA Marimbus/Iraquara ocupa terras dos municípios de Lençóis, Andaraí, Palmeiras, Iraquara e Seabra, totalizando uma área de 125.400 ha.
Atributos Naturais
A APA engloba ecossistemas variados, merecendo destaque: os marimbus, espécies de pântanos para onde drena boa parte das águas da Chapada; os “gerais” campos rupestres de altitude; o cerrado; a caatinga, predominante nas áreas de ocorrências das cavernas calcárias de Iraquara, e as florestas estacionais que abrigam, dentre outras, a sucupira, a massaranduba, a oiti e o pau d’arco.
A fauna é abundante devido à diversidade de ambiente, embora se registre algumas espécies ameaçadas de extinção, como o macaco barbado, e endêmicas, como é o caso do beija-flor-de gravatinha-vermelha.
Aspectos Relevantes

A cidade de Lençóis
O Morro do Pai Inácio e Morro do Camelo
O Pantanal dos Marimbus
A Gruta da Lapa Doce e Torrinha
A Pratinha
Na Chapada Diamantina é muito vasto o folclore, sobretudo, conhecimento ou crenças populares expressas em provérbios, em danças dramáticas, nos cantos, ou nas canções populares de uma época ou de uma região. Em algumas localidades, a lamentação das Almas é um costume bem antigo, assim como a Festa do Divino Espírito Santo, o Reisado, os Presépios, Queimadas de Judas, Bumba-meu-boi, pau-de-sebo, além de outras tradições e costumes.
Principais Conflitos Ambientais

Queimadas
Desmatamento
Lixo e esgotos
Turismo desordenado
Ocupação de áreas de preservação permanente
Garimpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!