domingo, 5 de abril de 2015

Gal Costa comemora 50 anos de carreira e homenageia Lupicínio Rodrigues



Em 1965, o nome artístico dela ainda não era Gal. Mas a voz, embora posta de forma ainda ligeiramente empostada, já continha o cristal que iria se expandir e brilha na música brasileira

Foi como Maria da Graça - seu nome de batismo - que Gal Costa assinou seu primeiro disco, um compacto simples gravado e lançado pela gravadora RCA Victor em 1965 com o samba Eu vim da Bahia (de Gilberto Gil) e a canção Sim, foi você (de Caetano Veloso). 

Vinda da Bahia, como Gil e Caetano, Maria da Graça debutara no mercado fonográfico no início daquele ano de 1965, gravando Sol negro (Caetano Veloso) como convidada do primeiro álbum da conterrânea Maria Bethânia, mas foi com a gravação desse seu histórico primeiro compacto que Gal deu o primeiro passo próprio em carreira que completa 50 anos em 2015. 

Às voltas com dois projetos fonográficos nesse 2015, (um disco de inéditas e um show com músicas do compositor gaúcho Lupicínio Rodrigues que vai gerar CD ao vivo), Gal faz 50 anos de carreira já entronizada no posto de uma das maiores cantoras do Brasil de todos os tempos. Para alguns, desde sempre a maior. 

Preferências à parte, a voz cristalina de Maria da Graça Costa Penna Burgos permanece única, inimitável, inalcançável. Os admiradores dessa voz ímpar esperam e torcem pela resolução de questões jurídicas que, uma vez solucionadas, permitirão as edições de álbuns com as inéditas gravações ao vivo de seus shows Índia (1973), Cantar (1974) e Gal canta Caymmi (1976). Seja como for, 2015 será também o ano Gal Costa - com justas reverências à grande cantora do Brasil.

Viagem pelo universo de Lupicínio Rodrigues


Após shows de seu último disco Recanto (2011) e do show intimista Espelho d’Água (2014), a cantora Gal Costa vem para Salvador apresentar espetáculo musical em que interpreta canções do cantor e compositor gaúcho Lupicínio Rodrigues (1914-1974), conhecido nacionalmente por cantar a “dor de cotovelo”. 

Batizado de "Ela Disse-me Assim", título de uma das composições de Lupicínio, o show, que faz parte do programa Natura Musical, tem direção artística de Jota Velloso e Marcus Preto. No espetáculo, a eterna musa tropicalista canta músicas do sambista já gravadas em sua voz, como Volta, além de outras ainda não interpretadas por ela durante estes seus 50 anos de carreira. 

Após estrear em Porto Alegre, cidade natal do cantor, a turnê chegará também a São Paulo, Rio, Recife, Belém, Curitiba e Belo Horizonte. 'Ela Disse-me Assim' ainda virará CD gravado ao vivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!