Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

domingo, 21 de dezembro de 2014

Mistério da Encarnação é venerado numa gruta escavada na rocha que guarda a mais enigmática frase do cristianismo: "Verbum caro hic factum est"

Na cidade da Galileia, o Mistério da Encarnação é venerado numa gruta escavada na rocha e se transformou em um lugar santo, objeto de veneração já desde os primeiros séculos do Cristianismo, um dos lugares santos de mais antiga e segura tradição. Hoje, ao redor dessa que foi reconhecida como casa de Maria, e onde se faz memória de seu sim, surge a grande Basílica da Anunciação, cada dia meta da devoção de muitíssimos peregrinos de todas as partes do mundo

Todos ao anos, no dia 25 de março, peregrinos, vindos das mais diversas e remotas partes da terra, chegaram para a festa da Anunciação do Senhor, unindo-se à comunidade dos cristãos do lugar na Santa Missa, que foi presidida pelo Patriarca Latino de Jerusalém.

«Não temos medo, o Espírito Santo desce sobre nós». Essas foram as palavras, pronunciadas por Sua Beatitude o Patriarca Fouad Twal, durante a homilia na solenidade da Anunciação, na Basílica de Nazaré. Nessa igreja, desde os primeiros tempos do cristianismo, se homenageia Aquela que disse «Sim». Os cristãos da Galileia, mas também os de Jerusalém reuniram-se ao Patriarca, que não deixou de afirmar sua alegria, agradecendo a «todos os que participaram da preparação dessa celebração e o acompanharam em seu ingresso solene».

Na vigília da festa, o Guardião do santuário, presentes os sacerdotes da Paróquia franciscana, acolheu o Patriarca para as vésperas, seguidas pela vigília de oração na gruta. Sua Beatitude, depois, presidiu a solene celebração da Anunciação, deixando mensagem decididamente positiva: «Tudo iniciou na paz e acabará na paz». 

Em sua homilia, o Patriarca mencionou várias vezes o sofrimento dos cristãos da Terra Santa por causa de seus irmãos «na Síria, no Iraque, mas também no Egito e Nigéria, ou ainda na África central e alhures, esmagados por guerras e divisões. E divisões são acrescidas aos dilaceramentos aqui em Nazaré e na Palestina». 

Depois, neste ano dedicado ao tema da família, convidou à determinação, único bastião contra o ceticismo e o medo. Recebendo a força «daquele que venceu o mal com sua cruz e sua Ressurreição», o Patriarca confiou à Virgem Maria e à sua luz todos os cristãos do mundo, em particular, os da Terra Santa.

Nazaré – Basílica da Anunciação

Esse lugar santo que faz todo peregrino perder a fala, devido à emoção, é uma das maiores relíquias do cristianismo. No subsolo, a casa de pedra que pertenceu a Maria. No local exato onde o arcanjo Gabriel apareceu a Ela está escrito: "Verbum caro hic factum est" - aqui o Verbo se fez carne.

A Igreja celebra a Anunciação no dia 25 de março. Quem olha a cúpula da basílica de baixo para cima, tem a impressão de que o "sim" de Maria se projeta dali para todos os cantos da terra. Nas paredes da basílica, o retrato de Fátima, Lourdes, Guadalupe, Czestochova, Japão, Aparecida... A poucos passos da basílica, a Igreja da Carpintaria de São José. E mais adiante, a única fonte de água de Nazaré, da qual beberam Maria, José e Jesus; todo peregrino bebe naquela fonte.

Escavações feitas antes desta grandiosa construção puseram a descoberto, e podem ver-se ainda hoje, os majestosos pilares de uma Catedral levantada em 1099 pelo príncipe cruzado Tancredo, bem como o pavimento em mosaico de uma igreja bizantina, que pode ser datada do ano 450. Mas, descendo mais fundo, até às entranhas da atual Basílica, acede-se à Gruta da Anunciação e outros lugares de culto antigos, talvez já do século II. Numa grafite antiga foi encontrada a gravação XE MAPIA, abreviação de Chaîre Maria, a primeira Ave-Maria da história.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!