Construção - Reforma - Manutenção

Construção - Reforma - Manutenção
Clientes encantados é a nossa meta!

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Dinamarca. País belo e cheio de história!




Muita gente adora os destinos tradicionais como os Estados Unidos e o Velho Continente, mas um outro grupo prefere destinos pouco convencionais e, dentre estes, um dos mais atraentes é a Dinamarca com a sua riqueza histórica e o charme de ostentar uma dos melhores IDHs do planeta


A Dinamarca é vista como destino chique pela maioria das pessoas. E com certeza, essas pessoas têm razão, principalmente pela riqueza histórica do lugar. As paisagens, o clima, têm tudo para ser a viagem perfeita pra quem gosta de conhecer novos lugares. Vejam abaixo, alguns dos destinos mais incríveis daquele belo país.

Copenhague e suas atrações

Cheia de calçadões, ciclovias e prédios antigos e coloridos, Copenhague, a capital dinamarquesa, é acolhedora e animada, principalmente no verão. A atração mais conhecida é o Tivoli, parque de diversões construído no século XIX, que hoje tem até restaurantes e shows.

Tivoli: Um dos mais antigos parques de diversões do mundo existe desde 1834. Além das atrações comuns em parques de diversão, como roda gigante e outros brinquedos modernos, o Tivoli conserva antigos pavilhões em estilo árabe ou chinês que dão um colorido especial ao lugar. O Tivoli serve também como local de exposições e eventos e é uma atração turística imperdível em Copenhague.

Museu Nacional: O Museu Nacional, perto do parque, reúne um rico acervo arqueológico, não só dinamarquês (inclusive de relíquias vikings!), mas também greco-romano. Copenhague tem ainda castelos: o Amalienborg, residência da família real, possui alas abertas ao público e uma riquíssima coleção de obras de arte.

Radhuset: O antigo prédio da prefeitura de Copenhagen construído no começo do século XX possui estilo barroco. Do alto de sua torre onde fica um enorme sino, têm-se uma vista privilegiada da cidade.

Palácio Christiansborg: Antiga sede da monarquia dinamarquesa abriga hoje o Parlamento e possui áreas abertas à visitação, como alguns salões e a sala das carruagens. O antigo teatro real que funcionava no edifício foi transformado em museu.

Borsen: O prédio, um belo imóvel construído na primeira metade do século XVII, abrigou um mercado no século XIX e posteriormente a bolsa de valores de Copenhage.

Ny Carlsberg Glyptotek: O museu de arte de Copenhage, inaugurado no final do século XIX abriga um importante acervo de pinturas européias e uma coleção de peças e objetos do período romano e etrusco.

Outras atrações

Apesar de parecer, a Legoland não é um passeio apenas para as crianças. Como já diz o nome, é um parque temático de 10 hectares construído com 42 milhões de peças de lego. Têm várias reconstruções miniaturizadas, a mais impressionante é a do Porto de Copenhagen, com três milhões de peças, com barcos e trens controlados eletronicamente.

Lindhom é uma cidade do ano 100 d.C., soterrada pela areia, com cemitério intocado e campos prontos para serem semeados, de acordo como foi abandonado na época, que merece uma visita, pela carga história do local.

E claro Ribe. A cidade mais antiga da Escandinávia possuía um centro de comércio ativo já em 700 d.C. Na época medieval, após incessantes batalhas com a Suécia, o declínio da cidade fez com que o tempo parasse. A catedral do século XIV é um dos exemplos. O Museu Ribes Vikinger possui um enorme material da época medieval e da época dos vikings. Vale muito a visita!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!