quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Projeto ‘Retrato Brasília’ enfoca o empreendedorismo no segmento de turismo da Capital Federal





O Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB) sedia evento que destaca empresas organizadoras de vários tipos de passeios coletivos e privados na Capital Federal, além de destinos turísticos do entorno como Pirenópolis e Chapada dos Veadeiros, duas das maiores atrações de Goiás


Acontece na próxima segunda-feira, 10 de novembro, no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), um painel de discussões do projeto ‘Retrato Brasília’, realizado em parceria com o jornal Correio Braziliense, cujo tema será o empreendedorismo. Entre os modelos de negócio explorados na ocasião, está o Experimente Brasília, uma espécie de agência de turismo criativo que propõe rotas inusitadas pela capital, saindo do roteiro usual e buscando outras atrações da cidade que saiu da prancheta de Niemeyer.

Quando a empresa foi inaugurada, há cerca de um ano, 90% dos clientes eram de Brasília. Atualmente, a demanda surge de grupos escolares, turistas internacionais e pessoas vindas de outros estados. “A ideia é abordar o turismo de uma forma mais criativa. Isso foi possível por meio de atividades conduzidas por quem mora aqui. Assim, nosso cliente foge daquele passeio tradicional e conhece, de fato, o melhor da cidade”, lembra a turismóloga Patrícia Herzog.

Ela e a sócia, Tatiana Petra, também formada em turismo, organizam 12 diferentes tipos de passeios coletivos e privados na capital, em Pirenópolis e na Chapada dos Veadeiros. “Primeiro, foi necessário fazer o fortalecimento de uma identidade. Assim, foi possível mostrar tudo o que temos de melhor”, explica Tatiana.

Um exemplo é a Rota dos Azulejos. É um passeio que pode ser feito a pé, de bike ou de carro. De acordo com as profissionais criativas, conhecer painéis de Athos Bulcão em locais como a Igrejinha da 308 Sul a Torre de TV e o Parque da Cidade é mais atraente quando o percurso é feito sobre duas rodas. A própria empresa aluga as bicicletas, que foram criadas em 1960, em Brasília e, conhecidas como Nuvens, o que confere um ar retro ao passeio, além do natural apelo ecológico.

Referência: CB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!