quarta-feira, 12 de novembro de 2014

A cinebiografia de ‘Irmã Dulce’ conta a trajetória do 'Anjo Bom da Bahia'




Cinebiografia de Irmã Dulce (Bianca Comparato/Regina Braga), que, em vida, foi chamada de “Anjo Bom da Bahia”, também indicada ao Nobel da Paz e beatificada pela Igreja, contempla a trajetória da religiosa desde a década de 1940 até os anos 1980 e a sua luta incansável para minorar o sofrimento dos mais necessitados

O filme mostra como a religiosa católica enfrentou uma doença respiratória incurável, o machismo, a indiferença de políticos e até mesmo os dogmas da Igreja para dedicar sua vida ao cuidado dos miseráveis – personificados na figura do fictício João (Amaurih Oliveira) –, deixando um legado que perdura até hoje.

Dirigido por Vincente Amorim (“Corações Sujos”) e estrelado pelas atrizes Regina Braga e Bianca Comparato, o filme ‘Irmã Dulce’ tem estreia prevista para dia 27 de novembro. O trailer com as primeiras cenas da cinebiografia, já foi divulgado e apresenta a trajetória da religiosa baiana que dedicou a sua vida para ajudar os necessitados. Tendo como ferramentas principais o amor e a determinação, Irmã Dulce construiu uma obra social sem igual na Bahia, com centros educacionais, hospitais e creches.

Bianca Comparato vive Irmã Dulce na juventude, período que sua luta pelos pobres cresce em meio à desconfiança e o preconceito da sociedade. Já a atriz Regina Braga interpreta Dulce na maturidade, quando ela continua a enfrentar resistência pela sua atuação, inclusive dentro da própria igreja, embora já tenha encontrado admiradores das suas ações.

Rodado totalmente em Salvador, o longa ainda tem em seu elenco Glória Pires, Zezé Polessa e Irene Ravache. Obra cinematográfica tem a produção de Lafa Britz (“Nosso Lar”), da Midgal Filmes, coprodução da Globo Filmes, Telecine e Paramout, além da distribuição da Paris Filmes e Downtown Filmes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!