terça-feira, 28 de outubro de 2014

Tom Zé coloca a “Geração Y” contra a parede em primeira música do novo disco





Tom Zé lança oficialmente na próxima sexta, 31 de outubro, “Vira Lata na Via Láctea”. Apesar do verso fescenino inicial, o álbum não tem nada a ver com o show Canções eróticas de ninar, que apresentou em setembro, pois a sua intenção é se aproximar da geração da internet e das redes sociais
 

A proximidade de Tom Zé com a chamada Geração Y, também conhecida como a geração da internet, é inegável. Talvez porque as invencionices do maior inventor da Tropicália trouxessem um grau libertário e anárquico que pouco fosse compreendida nos anos 1970 e nas décadas seguintes. Não por acaso que, movido por eles, os jovens, que o alucinado mais lúcido de Irará, na Bahia, chega aos 78 anos recém-completados com um novo disco na praça, Vira Lata na Via Láctea.

E o Sobe o Som, espaço dedicado à música alternativa brasileira (quem mais alternativo do que Tom Zé?), estreia com exclusividade o primeiro single do trabalho, cujo título não poderia ser mais significativo: “Geração Y”. Tom se aproximou desta geração – e da posterior, é bom lembrar. Neste disco, traz gente como Tim Bernardes (O Terno), o pessoal da Trupe Chá de Boldo (banda de Gustavo Galo), a Filarmônica de Pasárgada e Tatá Aeroplano.

Em “Geração Y”, contudo, coloca a juventude contra a parede, discute a alienação dos “pós-humanos”, termo cunhado por Lucia Santaella, professora da PUC de São Paulo e autora de Navegar no Ciberespaço - O Perfil Cognitivo do Leitor Imersivo. “Quando eu fazia este disco, saíram várias reportagens sobre isso”, explicou Tom, sobre o nascimento da faixa e a proximidade com o público jovem. “Quando vou me apresentar, 90% do público é jovem. É impressionante essa loucura. Não tenho preocupação, quero dizer, não trabalho nessa direção. Talvez seja essa rebeldia consensual que é a minha companheira e cria, com eles, algum sinal ou fio de comunicação.”

Sexo, calcinhas, iPhone, iPods, laptops, ganham espaço nos versos sempre criativos de Tom Zé: “Vem depressa, porque / meu bem, meu bem, meu bem / Daqui a alguns anos / vamos ter de governar”, diz ele, cheio de ironia, antes de gritar: “PUTA, QUE TRAGÉDIA!”.

O álbum já está disponível para pré-venda no iTunes. Lá, é possível adquirir “Geração Y”, “Banca de Jornal” (com participação de Criolo) e “Salva a Humanidade” (com a Trupe Chá de Boldo). Os shows de lançamento já estão marcados e serão realizados no Sesc Vila Mariana, nos dias 31 de outubro, 1º e 2 de novembro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!