quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Mostra de cinema “Territórios de Cortázar – 100 anos” marca o Centenário do escritor, contista e crítico literário argentino



 O centenário do argentino Julio Cortázar ganha destaque em dois eventos em Brasília: o seminário internacional e a mostra de cinema Territórios de Cortázar – 100 anos, com entrada franca. Cortázar escreveu inúmeros contos, romances, poesias, foi tradutor e crítico literário renomado. Sua obra também inspirou vários cineastas

A mostra de cinema vai de 9 a 12 de outubro no Cine Brasília. Nas telas o público vai ver clássicos como Blow up – Depois daquele beijo, de Michelangelo Antonioni (1966), e filmes contemporâneos, como o argentino Mentiras Piadosas (2009), de Diego Sabanés. As projeções dos filmes serão antecedidas pela leitura dos contos os inspiraram, feitas por atores locais especialmente selecionados para o projeto, sob a direção de Luciana Martuchelli.

Durante dois dias, na Universidade de Brasília, serão debatidos por escritores e professores universitários, brasileiros e argentinos, as diversas vertentes da obra de Cortázar: romance, conto e poesia. Também será abordada a relação íntima do escritor com o cinema e como sua obra inspirou outros artistas. Os conceituados Mario Goloboff, Noé Jitrik, Jaime Correas e Mariana Enriquez, da Argentina, assim como os ilustres brasileiros Eduardo de Faria Coutinho, Júlio Pimentel Pinto, Paulo Paniago, Antônio Miranda, Reinaldo Moraes, Sérgio de Sá, Sérgio Moriconi e José Luiz Martinez, compõem o painel de palestrantes.

Tendo em vista a vivência do autor por longos anos em terras francesas, a Embaixada da França se une ao projeto. Em sua sede, ainda no dia 8 de outubro, receberá os espectadores em clima festivo para a projeção do longa-metragem Fúria (1999), de Alexandre Aja, marcando o término do seminário internacional e o início da mostra de cinema. Como marco de todas as atividades, a Embaixada da Argentina publicará um livro em português incluindo as palestras, debates e projeções.

Fonte: Acha Brasília


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!