quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Após estrelar, "Apolo 13", Tom Hanks estreia na literatura em conto de ficção científica

Tom Hanks, em 'Apolo 13'



O ator e diretor norte- americano Tom Hanks decidiu narrar histórias na literatura e, no conto “Alan Bean plus four”, ele relata a expedição para a lua de quatro amigos a bordo de uma nave espacial caseira, em uma referência ao filme ‘Apolo 13’, estrelado por ele
 


Depois de escrever alguns roteiros de longa-metragem, o ator e diretor Tom Hanks agora conta histórias também na literatura. Ele se junta a Jesse Eisenberg, Tina Fey e outros como um dos colaboradores da prestigiada revista norte-americana The New Yorker.

Hanks, que protagonizou o filme Apollo 13, em 1995, se inspirou no filme para escrever o conto de ficção. Alem dos vários termos técnicos que fazem parte da experiência do ator, uma linguagem coloquial e bem-humorada é usada para aliviar o texto. Ele brinca ainda com temas da contemporaneidade, como as selfies e o uso de tablets para ver série.

O conto Alan Bean plus four relata a expedição para a lua de quatro amigos a bordo de uma nave espacial caseira. Hanks, que protagonizou o filme Apollo 13, em 1995, se inspirou no filme para escrever o conto de ficção. Alem dos vários termos técnicos que fazem parte da experiência do ator, uma linguagem coloquial e bem-humorada é usada para aliviar o texto. Ele brinca ainda com temas da contemporaneidade, como as selfies e o uso de tablets para ver séries.

Sobre influências para escrever textos literários, Tom Hanks listou para aThe New Yorker os nomes de Chaim Pook e Alan Furst. “A ficção deles é baseada na não ficção, mas tudo a respeito do comportamento humano”, justifica o ator, em entrevista à imprensa internacional, que não descarta mais histórias pela frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!