sábado, 6 de setembro de 2014

Olinda recebe a 11ª edição do Mimo desde a última quinta-feira

O maior festival gratuito de música instrumental do país chega à 11ª edição em 2014 e já movimenta as ruas de Olinda desde a última desta quinta-feira (4/9). Neste ano, a Mostra Internacional de Música em Olinda (Mimo) também será realizada nas cidades históricas de Ouro Preto (MG, de 29 a 31 de agosto), Paraty (RJ, de 10 a 12 de outubro) e, pela primeira vez, em Tiradentes (MG, de 17 a 19 de outubro)
A mostra vai reunir artistas de mais de dez países, entre eles França, Jamaica, Escócia, Índia, EUA e Mali. As apresentações passam por diversos estilos musicais, da música clássica ao jazz, seguindo as tendências do cenário cultural contemporâneo.

Entre as atrações, estão o artista catalão Jordi Savall, premiado mestre da viola da gamba e da música antiga, que se apresenta com seu grupo de câmara Hespérion XXI. Sobem ao palco também o percussionista e compositor indiano Trilok Gurtu, o cantor jamaicano Winston McAnuff, ao lado do acordeonista francês Fixi, e o africano Bassekou Kouyate, um dos artistas mais populares de Mali, especialista no ngoni (instrumento típico da costa ocidental africana).

Além dos nomes internacionais, o Mimo terá nomes de artistas consagrados brasileiros, como o cantor e compositor Jorge Mautner, que fará um show com a Banda Tono, com a participação do cantor e percussionista Otto, na Praça do Carmo.

As entradas são gratuitas e quem quiser assistir às apresentações deve buscar as senhas na Biblioteca Municipal de Olinda, que é localizada na Avenida da Liberdade, 100, Carmo. As senhas dos concertos realizados às 18h e 19h devem ser retiradas a partir das 17h do dia do evento desejado. Para os que acontecem às 20h30, as senhas devem ser retiradas a partir das 18h, também no dia do concerto.


Serão distribuídas no máximo 2 senhas por pessoa. Os espaços dos shows estão sujeitos à lotação. O festival oferece telões com transmissão simultânea para os concertos das 19h e 20h30 nas áreas externas das Igrejas.

Fonte: EBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!