segunda-feira, 15 de setembro de 2014

No ArtRio, obra do pintor impressionista Claude Monet é vendida por R$ 20 milhões





Não é só nos grandes centros do planeta como New York que obras de arte alcançam cifras de porte. Durante o evento Feira Internacional de Arte, o ArtRio, obra de Monet foi vendida por R$ 20 milhões
A galeria não divulgou o nome do comprador, que fechou negócio. Ao final do dia, o quadro foi retirado da sala exclusiva onde era exposto na feira. A assessoria de imprensa do evento informou que só a galeria pode prestar informações detalhadas sobre a compra.

O quadro "Cleopatra's needle and charing cross bridge", obra de 1899 do pintor impressionista Claude Monet, foi vendido nesta quinta-feira, 11, por R$ 20 milhões pela galeria Gagossian, de Nova York, durante a ArtRio, feira internacional de arte que começou na última quarta-feira, 10, no Píer Mauá, na zona portuária do Rio de Janeiro.

Recorde de Monet

Oscar-Claude Monet (Paris, 14 de novembro de 1840 — Giverny, 5 de dezembro de 1926) foi um pintor francês e o mais célebre entre os pintores impressionistas. O termo impressionismo surgiu devido a um dos primeiros quadros de Monet, "Impressão, nascer do sol", quando de uma crítica feita ao quadro pelo pintor e escritor Louis Leroy: eu bem o sabia! Pensava eu, justamente, se estou impressionado é porque há lá uma impressão. E que liberdade, que suavidade de pincel! Um papel de parede é mais elaborado que esta cena marinha." . A expressão foi usada originalmente de forma pejorativa, mas Monet e seus colegas adotaram o título, sabendo da revolução que estavam iniciando na pintura.

O recorde alcançado por uma obra de Monet foi estabelecido em 2008, quando a obra “Le Bassin aux Nymphéas”, um quadro que pertence à série de nenúfares brancos, bateu o recorde mundial para uma obra de Monet: foi vendido em leilão por 40,9 milhões de libras (51,6 milhões de euros).

O quadro foi muito disputado na casa leiloeira Christie’s, em Londres. Tinha uma base de licitação entre as 18 e 24 milhões de libras (22 a 30 milhões de euros) mas rapidamente o valor duplicou. A tela de um metro por dois, datada de 1919, foi comprada por uma mulher cuja identidade não foi revelada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após análise.
Obrigado!